Capital paulista tem queda semanal de 5% nas mortes por coronavírus

Edição da semana

Em 3 ago 2020, 16:27

Capital paulista tem queda semanal de 5% nas mortes por coronavírus

3 ago 2020, 16:27

Número de infectados pela doença na cidade também ficou menor na mesmo porcentagem e diminuiu 29% na região metropolitana do Estado

Jean Gorinchteyn, Estado de São Paulo, Cidade de São Paulo, João Doria, Estado de São Paulo, coronavírus, Plano São Paulo, fase amarela, Patrícia Ellen

O secretário estadual de Saúde de SP, Jean Gorinchteyn, garante que o Estado tem número de testes comparável ao da Europa | Foto: Governo do Estado de São Paulo

Na fase amarela do Plano São Paulo de reabertura econômica, em que o comércio, bares, restaurantes e salões de beleza já estão funcionando, a capital paulista mostra, na prática, que não é o confinamento social que determina a melhora nos índices de infecção e morte pela covid-19.

Nesta-segunda-feira, 3, o secretário estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, anunciou que a cidade teve redução semanal de 5% tanto nas novas contaminações, quanto no número de mortos por coronavírus.

Na região metropolitana, o número de infectados trouxe uma redução ainda mais animadora: 29%.

“São boas notícias que precisam ser registradas com prudência”, avaliou o governador de São Paulo, João Doria, que, no entanto, mantém o Estado sob confinamento obrigatório até 10 de agosto e pediu que a população continuasse a fazer uso de máscaras e do distanciamento social.

Ainda de acordo com Gorinchteyn, o Estado já fez 1.778.000, 25% do total realizado no Brasil.  “Chegamos a níveis de testagem similares aos países europeus, com 23 mil testes diários”.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Patrícia Ellen, deu a entender que, caso os resultados continuem como estão, é provável que a capital consiga passar para a fase verde ainda na próxima sexta-feira, 7 de agosto.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O crime acima de todos

Não é que as instituições estejam funcionando mal, ou passando por alguma anomalia — ao contrário, elas são organizadas de maneira a tornar inevitáveis resultados como o que beneficiou André do Rap

O “cancelamento” contra a arte

Caso a sociedade se submeta a essa versão gourmetizada do stalinismo, nossos filhos e netos não terão o que ler, ouvir ou assistir

A segunda onda de hipocrisia

Em que pesem as comprovações de ineficácia dos lockdowns, enganadores como Emmanuel Macron fingem ter um mapa de bloqueio de contágio

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

O capitalismo pode salvar o mundo?

O sistema não é uma ideologia de laboratório, como o comunismo. É uma força viva, dinâmica, que há milênios se aperfeiçoa na satisfação das necessidades humanas

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês