O absurdo projeto de lei do Senado, o uso do dinheiro do pagador de impostos e a beleza na política