China suspende compra de peixes brasileiros - Revista Oeste

Edição da semana

Em 26 set 2020, 11:50

China suspende compra de peixes brasileiros

26 set 2020, 11:50

Partido Comunista alega que encontrou indícios de contaminação por coronavírus no alimento

china

O mercado da China responde por até 30% dos embarques nacionais
Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

A China suspendeu por uma semana a importação de peixes-espada da empresa brasileira Monteiro Indústria de Pescados Ltda. O bloqueio ocorre depois que um lote de peixe congelado supostamente testou positivo para o coronavírus. É o que garantiu a alfândega chinesa na sexta-feira 25. A Associação Brasileira das Indústrias de Pescados (Abipesca) avaliou o caso como algo isolado e que ainda carece de confirmação. O mercado da China responde por até 30% dos embarques nacionais.

Agora, novos testes estão sendo feitos pela Abipesca. Se não forem encontrados indícios de contaminação, a indústria brasileira poderá voltar a vender normalmente para os chineses. A exportação de pescados do Brasil à China gira em torno de US$ 70 milhões por ano (R$ 389,7 milhões), com chineses e norte-americanos alternando-se como os maiores destinos do produto brasileiro, cujos embarques totais são estimados em US$ 300 milhões (R$ 1,670 bilhão) em 2020.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

10 Comentários

  1. Por quê não fizemos estes testes nos produtos que vieram da China em janeiro e fevereiro ?
    Por que a China testa as suas compras? Será que foi assim que a Covid espalhou pelo mundo todo em menos de 3 meses?

    Responder
    • Essa alegação pra mim é suspeita, só da margem a uma coisa, justificar uma frota pesqueira em águas internacionais e até nas nossas visto que um desses nossos governos de esquerda assinou permissão para tal por uso de nossas águas por pesqueiros chineses e com isso eles economizam com importações. Calhordice chinesa isso sim.

      Responder
  2. Que otimo. Nao deveriam comprar mais nada da gente. Vao se lascar so!!!!!!!!!!

    Responder
  3. O bom filho à casa quer retornar

    Responder
  4. A China não precisa comprar peixe do Brasil. Dilma vigarista deu-lhes AUTONOMIA para pescar em águas territoriais brasileira e até mesmo expulsar návios BEASILEIROS que adentrarem em água brasileiras reservadas aos chineses. Venderam o Brasil !

    Responder
  5. A China com a mesma estorinha de sempre, mentir e mentir para passar de vítima. Assim como eles fizeram com o frango.

    Responder
  6. Conta outra! Hahahaha

    Responder
  7. Isto é algo muito sério que logicamente terá que ser seriamente verificado. Tomara que não seja alguma espécie de sabotagem ou retaliação do país de origem e que espalhou tal virus, para uma vez mais, tentar prejudicar o Brasil. Que será que não basta este enorme prejuízo e percas de vidas humanas e em percas econômicas causadas pela pandemia dele, e não somente neste país mas em muitos países do mundo???

    Responder
  8. Eu só espero que não substituam peixes por moluscos.

    Responder
  9. Vírus no peixe? Kkkkkkkk Uma retaliação absolutamente i******. Pressão política de b****. Espero que a atividade pesqueira encontre novos clientes e dêem um pé na bunda da china.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês