Colunista da Folha é criticado por torcer pela morte de Bolsonaro

Em 7 jul 2020, 18:09

Colunista da Folha é criticado por torcer pela morte de Bolsonaro

7 jul 2020, 18:09

Integrantes da imprensa e até vereadora de São Paulo questionam postura de jornalista

colunista da folha deseja a morte de bolsonaro - Hélio Schwartsman

Colunista da Folha, Hélio Schwartsman torce pela morte de Bolsonaro | Foto: DIVULGAÇÃO

Após tornar público por meio de artigo na Folha de S. Paulo que torce para o presidente Jair Bolsonaro morrer em decorrência da covid-19, Hélio Schwartsman começou a receber críticas. No Twitter, um escritor, uma vereadora paulistana e ao menos dois comunicadores denunciaram o caso.

Leia mais: “Twitter deixa mensagens de ódio propagarem contra Bolsonaro

Comentarista da rádio Jovem Pan e colunista do jornal Gazeta do Povo, Rodrigo Constantino afirmou que o colaborador da Folha “ultrapassou todos os limites”. Nesse sentido, ironizou os argumentos tidos pelo articulista como “racionais” para desejar que o presidente não se recupere do novo coronavírus.

Gabinete do ódio

Autor do livro A Corrupção da Inteligência (Record, 2017), o antropólogo e escritor Flávio Gordon definiu o artigo como um “gabinete do ódio” na imprensa. “O gabinete do ódio da Folha de S. Paulo atuando impunemente nas redes”, publicou.

“Coerência seria bom para ambos os lados”

Vereadora paulistana pelo Novo, Janaína Lima levantou o que considera como incoerência do discurso vindo de órgãos da esquerda. “Coerência seria bom para ambos os lados”, ressaltou a parlamentarista. “A esquerda crítica Bolsonaro por, segundo a mesma, disseminar ódio e fazer declarações insensíveis”, prosseguiu, mostrando o título do artigo de Schwartsman na sequência.

Colocando-se como pleno defensor da liberdade de expressão, Paulo Mathias, apresentador da Jovem Pan, foi por outro ponto: colocou em xeque o trabalho editorial por parte da Folha de S. Paulo. Afinal, ele lamentou o fato de um conteúdo desse tipo ganhar espaço no site do jornal.

Ao responder à mensagem de Mathias, o internauta João Vasconcellos ponderou que materiais como esse fazem com que a Folha de S. Paulo e outros veículos de comunicação percam a credibilidade junto aos consumidores de notícias. “Depois alguns ainda reclamam que ninguém respeita a imprensa”, publicou.

Reclamações diretas à Folha

No Twitter, conforme observado anteriormente por Oeste, a Folha de S. Paulo omitiu a íntegra do desejo do colunista contra Bolsonaro. Pela rede social, divulgou-se apenas que Schwartsman torcia pelo agravamento da doença que acometeu o presidente. O real teor do conteúdo não passou, entretanto, despercebido pelos seguidores da marca na plataforma.

“Um profissional da informação pedir para que o quadro de saúde de outrem se agrave. É muito complicado e temerário”, analisou Cauê Monteiro. “Impressionante a decisão da Folha de publicar essa coluna”, assustou-se Artur Zalewska. “Isso é anti-ético e imoral”, enfatizou Rodrigo Rz. Mas mesmo com as críticas, o artigo segue no ar.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

21 Comentários

  1. E aí, ministro Alexandre de Moraes? O que fará? Usará dois pesos e duas medidas mesmo, ou vai tomar uma ação contra o jornalista em questão, assim como fez com o outro?

    Responder
    • Já era para alguém do stf ter manifestado. ESQUECI SÓ MANIFESTAM QUANDO É FAKE DENUNCIADOS POR ESQUEDOPATAS

      Responder
  2. Ser desprezível!

    Responder
    • Com a palavra o STF.

      Responder
  3. Isso mostra bem o nível que o grupo Folha chegou. Baixíssimo. Fruto de absoluta cegueira ideológica. Tornaram-se um veículo destinado a um nicho de mercado: a esquerda.

    Responder
  4. A Folha é página virada. O Hélio é apenas um gás, nobre até, que infecta seu próprio traseiro fétido. Ô André Mendonça? Ô Alexandre de Morais? Ñ façam absolutamente nada, nadinha, em represália aos 90 milhões de BRASILEIROS q hj apoiam o GOVERNO. Esse repórter ñ merece voltar ao espetáculo midiático, mesmo por meio de páginas policiais.

    Responder
    • Esse sujeitinho só deu conta na vida de ser colunista de jornal vagabundo. Patético .

      Responder
      • Como levar a Foice a sério!
        Este jornal perdeu a relevância!

        Responder
    • Eu também sou a favor de não alimentar a carência deste ser. Ignorar é o maior castigo.

      Responder
  5. A Folha, ao contrario do Estadão, nunca foi um grande jornal. O Estadão se apequenou e a Folha virou um folhetim marrom.
    O repórter é insignificante. Nem vale a pena comentar sobre ele.

    Responder
  6. O pior é que esse blogueiro abjeto e repugnante (Hélio Schwartsman) se considera o ser mais racional do mundo. Que mundo será esse em que ele vive?

    Responder
  7. Como diz meu filho, qdo vc já se tentou de tudo para derrubar alguém e não teve sucesso,a única coisa possível é desejar a ajudar da morte.

    Responder
    • Isso mesmo. Tentaram de tudo para derrubar o presidente e nao conseguiram. Para piorar , a popularidade do presidente permanece sólida w até cresce.entao resta ao atraso esquerdista e da imprensa abjeta desejar a morte.atesta que nem na urna acreditam que podem vence-lo. Agora, a folha vai poder reclamar de algo se um maluco qualquer falar que deseja a proibição da filha circular? E se for isso ser a uma benção. Vale até pedidos de prisão

      Responder
  8. A FOLHA é aquilo que os americanos comentaram, só serve para o pobre limpar no banheiro.

    Responder
  9. Que bom, agora temos a Revista Oeste, que a folha vá para o lixo.

    Responder
  10. Moderar o que. Estão feito o Antagonista?

    Responder
  11. Não passa de mais um mau-caráter, sem talento para ser jornalista de verdade, que resolve polemizar para ter 15 minutos de fama. Um impostor mau educado. Que vá logo para a sarjeta, que é o seu lugar.

    Responder
  12. Assustador como a abstinência do dinheiro público faz com que veículos de “comunicação”, jornalistas, “formadores de opinião”, blogueiros, dentre outros páreas do dinheiro farto de nossos impostos estão lutando para a volta conjuntural antiga e arcaica do compadrio em favor da democracia de troca…

    Responder
  13. É apenas um moleque, sem consistência jornalística. Leiam um Guzzo, Fiuza, Ana Paula, Augusto Nunes, Alexandre Garcia e tantos outros para perceber que no jornalismo há expoentes e medíocres como em todas as profissões. Certamente, este infeliz não tem nada a oferecer. Que permaneça na sua mediocridade, porque é o que lhe resta.

    Responder
  14. Isso não é um colunista, mas, mais um comunista inconformado. Convém lembrar que o mesmo desejo foi dito por outro jornalista(?), Paulo Henrique Amorim…

    Responder
  15. Estamos falando so do (Jornalista) mas tambem temos que sempre lembrar que a Folha tambem tem que levar a mesma culpa.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias