Bolsa de Valores de SP: como foi em agosto? - Revista Oeste

Edição da semana

Em 1 set 2020, 16:20

Como foi agosto na Bolsa de Valores de SP?

1 set 2020, 16:20

Ibovespa recua em relação a julho, mas prossegue acima de estimativas feitas em meio à pandemia

bolsa de valores de sp - agosto

Foto: REPRODUÇÃO

O principal indicador da Bolsa de Valores de São Paulo fechou agosto com recuo em relação ao mês anterior. Na segunda-feira, 31, o Ibovespa encerrou pregão com 99.369 pontos. No último dia de julho, a pontuação consolidada foi de 102.912.

Leia mais: “‘Estamos decolando em V’, afirma Guedes após anúncio do PIB”

Apesar da oscilação para baixo de um mês para outro, a B3, como oficialmente é chamada a Bolsa de Valores brasileira, segue superando expectativas realizadas em meio à pandemia. Próxima dos 100 mil pontos, ela já está acima de projeções feitas em março por JP Morgan, Morgan Stanley, Bank of America e Itaú BBA. Nenhum deles falou em mais de 95 mil pontos ainda em 2020, conforme registrou Oeste.

Nesse sentido, novo prognóstico foi feito justamente em agosto. No início do mês, a XP Investimentos estimou que o Ibovespa baterá 115 mil pontos ao decorrer dos próximos meses. Anteriormente, a própria consultoria havia falado em 112 mil pontos no máximo até dezembro.

Investidores e empresas

Além da pontuação em si, a Bolsa de Valores brasileira se agitou em relação a investidores e empresas querendo negociar ações. De acordo com dados registrados por Oeste na última semana, o mês chegou ao fim com mais de 2,8 milhões de brasileiros operando na B3. Por fim, 22 empresas registram pedidos de IPO junto à Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês