Congresso vai promulgar PEC das eleições nesta quinta - Revista Oeste

Em 1 jul 2020, 20:21

Congresso vai promulgar PEC das eleições nesta quinta

1 jul 2020, 20:21

Proposta que adia o calendário das eleições municipais deste ano foi aprovada pela Câmara nesta quarta, 1, e entra em vigor a partir da promulgação do Congresso

Congresso Eleições

PEC será assinada pro Maia e Alcolumbre | Foto: Leopoldo Silva/Agência Senado

O presidente do Congresso, Davi Alcolumbre (DEM-AP), confirmou para esta quinta-feira, 2, a sessão de promulgação da Proposta de Emenda à Constituição (PEC) das eleições. A proposta que altera o calendário eleitoral já passou pelo Senado e foi aprovada hoje pela Câmara.

“Mais uma vez, o entendimento prevaleceu no Parlamento, dialogando com o TSE, a comunidade científica, prefeitos e vereadores”, disse Alcolumbre sobre a votação da PEC.

Por se tratar de PEC, o projeto não precisa de passar pelo crivo do presidente Jair Bolsonaro. Portanto, a medida entra em vigor a partir de sua promulgação pelo Congresso. Aliás, a PEC foi articulada entre o Legislativo e o Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

De acordo com projeto, a data do primeiro turno passa de 4 de outubro para 15 de novembro. Portanto, o segundo turno vai de de 25 de outubro para 29 de novembro.

O motivo da alteração é a pandemia. Há o temor de que os eventos ligados ao processo eleitoral, como a votação e a campanha, facilitem a disseminação do coronavírus. Contudo, a proposta aprovada altera não só a votação, mas também os prazos do processo que ainda não venceram. Veja as novas datas:

adiamento das eleições 2020 - novo calendário

Novo calendário das eleições 2020 | Foto: DIVULGAÇÃO/CÂMARA DOS DEPUTADOS

 

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 Comentário

  1. Que nesse bojo de decisões se pautem sugestões populares que aumentem a segurança das eleições, ouvindo o POVO nas questões “voto impresso” e cédulas associando o partido político ao candidato.
    Fala-se em pacificação entre os 3 poderes e ñ se preocupam com a razão da existência dos poderes, o POVO. E nos povo estamos zangados, por questões múltiplas de ñ respeitarem leis simples, ñ nos ouvirem, teimarem em manter o FORO PRIVILEGIADO fazendo das casas legislativas, principalmente o SENADO, um covil.
    A PRISÃO EM SEGUNDA INSTÂNCIA é outra prioridade.
    O LEGISLATIVO BRASILEIRO É UMA DECEPÇÃO, é o artífice de toda essa BANDALHEIRA. Ñ temos nada com STF, pois ñ foi o POVO q os classificou p o cargo.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias