Contrariado, Marco Aurélio alfineta Celso de Mello - Revista Oeste

Edição da semana

Em 30 set 2020, 11:00

Contrariado, Marco Aurélio alfineta Celso de Mello

30 set 2020, 11:00

Decano voltou de licença médica e resolveu tirar do plenário virtual um recurso apresentado pelo presidente Jair Bolsonaro

contrariado

“Não precisei de tanto e não teria nem tempo para escrever tanto como ele escreveu”, afirmou Marco Aurélio [à esq.]
Foto: Rosinei Coutinho/Agência Brasil

Depois de sofrer um revés no Supremo Tribunal Federal por causa da decisão de Celso de Mello, o ministro Marco Aurélio alfinetou o colega de toga nesta quarta-feira, 30. Relator substituto do inquérito que investiga suposta interferência do presidente Jair Bolsonaro na Polícia Federal, Marco Aurélio votou a favor de que o chefe do Executivo possa se defender por escrito, como ocorreu com Michel Temer, em 2018, no caso dos portos. Contudo, antes de tirar licença médica, Celso, relator original do processo, entendeu que Bolsonaro tem de prestar depoimento presencialmente. “[Meu voto foi] um tanto quanto fundamentado”, afirmou Marco Aurélio, em entrevista à CNN Brasil. “Não com a fundamentação do ministro Celso, que, na decisão que proferiu, compelindo o presidente a comparecer ou receber o delegado da PF no Planalto, ocupou 64 folhas”, enfatizou. “Não precisei de tanto e não teria nem tempo para escrever tanto como ele escreveu”, acrescentou Marco Aurélio.

Leia também: “Quando a turma indicada pelo PT deixará o STF?”

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 Comentários

  1. Que supremo é este meu Deus! Politicagem pura. Celso de Melo está quase gritando Lula Livre e fora Bolsonaro. Que vergonha!

    Responder
  2. Penso que Celso de Mello entende pertencer a poderosa Monarquia Sarney do Maranhão, que o indicou para o STF.

    Responder
  3. Eu sempre achei que o Celso era um dos nossos piores ministros. Lembram dos tais embargos infringentes? Retirou do plenário porque ia perder. Saulo Ramos tinha razão.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês