Crescimento da indústria no Brasil atinge novo recorde

Edição da semana

Em 1 out 2020, 15:40

Crescimento da indústria no Brasil atinge novo recorde

1 out 2020, 15:40

Índice de Gerentes de Compras também mostra que o otimismo sobre a atividade futura se fortaleceu em setembro

indústria

Trabalhadores da indústria| Foto: Agência Brasil

Em setembro, o Índice de Gerentes de Compras (PMI, na sigla em inglês) da indústria do Brasil chegou a 64,9 pontos, nível mais alto desde o início da série histórica, iniciada em fevereiro de 2006. Em agosto, o índice ficou em 64,7.

É a terceira vez consecutiva que o indicador quebra recorde histórico de alta, após julho (58,2) e agosto (64,7).

LEIA MAIS: O FIM DO GARGALO DA INFRAESTRUTURA

O índice é calculado pelo provedor de informações britânico IHS Markit e quando está acima de 50 indica crescimento da atividade.

O setor encerra o terceiro trimestre dando continuidade à recuperação dos efeitos da pandemia. As novas encomendas aumentaram com força em setembro e no segundo ritmo mais forte na história do levantamento.

Os dados indicam que o relaxamento nas restrições, o fortalecimento da demanda e as encomendas sustentaram os ganhos.

Exportação

As encomendas do exterior aumentaram em setembro, encerrando período de um ano de contração com a taxa mais forte de crescimento em quase quatro anos e meio. Entre os motivos citados, está a depreciação do real em relação ao dólar.

Futuro

O otimismo sobre a atividade futura se fortaleceu, com os participantes da pesquisa esperando que o investimento, a expansão da capacidade e ajustes pós-pandemia sustentem aumentos de produção ao longo dos próximos 12 meses.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 Comentário

  1. Como EU, tem comerciante e industrial trabalhando como nunca pra redirecionar e reconstruir a NAÇÃO. Tendo gente de confiança em cima, turbinamos aqui em baixo. Sabemos que já deu certo. Basta sanearmos o congresso, e estamos trabalhando nas eleições municipais, tirando ainda mais a incompetência de nossa frente.Sou conservador e cristão, e nunca desisto.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês