Depois de fala de Bolsonaro, MP Eleitoral considera auditoria internacional nas urnas - Revista Oeste

Em 10 mar 2020, 11:21

Depois de fala de Bolsonaro, MP Eleitoral considera auditoria internacional nas urnas

10 mar 2020, 11:21

A avaliação é para que acabem questionamentos e dúvidas sobre as sistema de votos no Brasil

“Pelas provas que vou mostrar brevemente, eu fui eleito no primeiro turno, mas no meu entender teve fraude”, declarou o presidente Jair Bolsonaro na noite desta segunda-feira, 9, num evento em Miami, nos Estados Unidos.

Procuradores do Ministério Público Eleitoral reagiram à fala e avaliam pedir uma auditoria internacional no sistema de votação brasileiro, informa a Crusoé. A avaliação é para que acabem questionamentos e dúvidas sobre as urnas eletrônicas no Brasil.

Entenda a suspeita do presidente

Fechadas as urnas em 9 de outubro de 2018, que determinaram um segundo turno na corrida pelo Planalto, Jair Bolsonaro declarou suspeitar de fraude no processo. Na internet, afirmou que teria vencido o adversário Fernando Haddad (PT).

Em dezembro de 2019, já presidente da República, Bolsonaro afirmou numa entrevista que era necessária a implementação do voto impresso no Brasil, e explicou que origem de suas suspeita baseava-se em números da apuração realizada Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

“O resultado naquele momento era de 49% para mim. Com a tendência, entrando Sudeste, era para a gente ganhar com 55%, 56%. Isso não aconteceu. Foram mantidos os 49%. Então é um grande indício de que poderiam estar mexendo no algoritmo”, completou Bolsonaro.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias