Deputado quer hospitais militares abertos para toda a população - Revista Oeste

Em 25 Maio 2020, 21:30

Deputado quer hospitais militares abertos para toda a população

25 Maio 2020, 21:30

Petista Helder Salomão defende a ideia de que medida relacionada a hospitais militares seja válida durante a pandemia de covid-19

helder salomão - hospitais militares - covi-19 - pandemia

O deputado Helder Salomão durante debate no Congresso
Foto: CLEIA VIANA/CÂMARA DOS DEPUTADOS

Os hospitais militares espalhados Brasil afora poderão ser utilizados por toda a população. Ao menos essa é a ideia do deputado federal Helder Salomão (PT-ES). Para que isso possa vir a se concretizar, ele formulou uma proposta a ser analisada pela Câmara dos Deputados.

Leia mais: “Projeto de lei que inclui covid-19 na cobertura de seguro de vida é aprovado no Senado”

No Projeto de Lei 2842/20, o petista defende que os serviços de ambulatório e demais atendimentos no âmbito médico-hospitalar de unidades militares sejam abertos para além dos integrantes das Forças Armadas e seus dependentes. O texto propõe que essa ampliação seja válida durante o período em que o Brasil estiver no enfrentamento da pandemia de covid-19. Para o parlamentar, isso se daria até o fim de 2021.

Com isso, a população brasileira em geral poderá — caso o projeto seja aprovado — ser atendida em hospitais militares, principalmente para casos que necessitem de leitos de unidade semi-intensiva e UTI. O texto a ser analisado pela Câmara prevê, ainda, que esse atendimento se dará por meio de lista do Sistema Único de Saúde (SUS). Os gastos seriam cobertos pelas corporações responsáveis pelas unidades.

A proposta, contudo, vai contra o que rege o Estatuto dos Militares, o que serve para o deputado criticar tal norma. “O Estatuto dos Militares não pode ser usado para negar atendimento a uma pessoa que está necessitando de um leito de UTI, como vem ocorrendo em todo o país, mas com maior gravidade no Pará, onde as redes estadual e federal de saúde se encontram saturadas”, diz Helder Salomão, segundo a Agência Câmara.

Atendimento negado

O projeto de lei de autoria do petista Helder Salomão surge depois que foi negado um pedido para que hospitais militares atendessem pessoas infectadas pelo novo coronavírus. O caso em questão foi no Pará, conforme mencionado pelo parlamentar, com ação apresentada pelo Movimento Popular Unificado de Belém. A solicitação foi negada pela Justiça Federal em 11 de maio.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa news

Coronavírus

Oeste Notícias