Desaceleração da covid-19, vetos, Biden: o resumo da semana

Edição da semana

Em Em 22 ago 2020, 21:40

Desaceleração da covid-19, vetos, Biden: o resumo da semana

22 ago 2020, 21:40

Confira os principais acontecimentos

fatos

Bolsonaro foi ao Rio Grande do Norte para entregar unidades habitacionais | Foto: Isac Nóbrega/PR

Na segunda-feira 17, funcionários dos Correios iniciaram uma greve por tempo indeterminado. Na edição desta semana, Oeste trouxe um artigo assinado por Dagomir Marquezi em que o colunista se debruça sobre o caso. Ainda relacionado à empresa, o governo prometeu encaminhar ao Congresso um projeto que dá fim ao monopólio dos Correios na prestação de serviços postais.

Na quarta-feira 19, uma pesquisa da universidade Imperial College, de Londres, mostrou que a taxa de transmissão do coronavírus no Brasil desacelerou pela primeira vez desde abril. Como Oeste mostrou, o número de mortes não cresceu em pelo menos 20 Estados do país. Na sexta 21, São Paulo não tinha nenhuma região na fase vermelha da reabertura.

A discussão sobre o veto do presidente Jair Bolsonaro que barrava reajuste salarial para categorias do funcionalismo chacoalhou o Congresso Nacional. Na quarta 19, senadores derrubaram o veto, o que pegou o Palácio do Planalto de surpresa. A repercussão foi imediata. No dia seguinte, o governo movimentou-se para que o veto fosse mantido na Câmara dos Deputados.

Depois de uma articulação entre o ministro da Economia, Paulo Guedes, o presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), e o líder do governo na Câmara, Ricardo Barros (PP-PR), o governo conseguiu reverter a votação dos senadores. Empolgado, o presidente Jair Bolsonaro comemorou a manutenção do veto e chamou os congressistas de “sócios”.

As declarações de Bolsonaro foram dadas na sexta 21 durante viagem a Mossoró, no Rio Grande do Norte, para entregar unidades habitacionais a pessoas de baixa renda. Ainda nessa agenda, o presidente anunciou que o auxílio emergencial será garantido até o mês de dezembro. O valor agora é discutido pela equipe econômica.

No cenário internacional, a semana foi marcada pela prisão de Steve Bannon, ex-estrategista do presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. Além disso, Joe Biden foi oficializado como candidato democrata à Presidência dos EUANa convenção, Barack Obama discursou a favor do partidário. Veja também o artigo da colunista Ana Paula Henkel sobre Biden.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O império dos sem-voto

Há cada vez mais pessoas que nunca receberam um único voto na vida, e não têm mandato nenhum, dizendo o que o cidadão deve ou não deve fazer

O mal de roupa nova

O Partido Democrata não esconde as intenções: quer mais coletivismo, menos autonomia dos Estados, maior controle exercido pelo Executivo central e intervenção na economia

A nova Torre de Babel

Ao contrário do mito bíblico, a torre atual está sendo edificada com base na confusão proposital das palavras por indivíduos desprovidos de inteligência e coragem

Segundo turno nupcial

“Ué, você tá torcendo pra mim?” / “Não sei. Estou indeciso”

A imprensa morre no escuro

A atividade que já foi chamada de “quarto poder” escorrega perigosamente para a irrelevância

O resgate de Tocqueville

O desprezo pelo cristianismo, tão comum em meios “progressistas”, representa um perigoso afastamento dos pilares norte-americanos

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês