Desemprego na Argentina é o maior em 16 anos - Revista Oeste

Edição da semana

Em 24 set 2020, 08:30

Desemprego na Argentina é o maior em 16 anos

24 set 2020, 08:30

Governo peronista tem sido alvo de várias manifestações de rua

desemprego na argentina

O presidente da Argentina, Alberto Fernández | Foto: Divulgação/Fotoarena

Reflexo da profunda crise financeira em que vive a Argentina, o nível de desemprego no país saltou para 13,1% no segundo trimestre do ano, o maior desde 2004. É o que informou o Instituto Nacional de Estatística (Indec) na quarta-feira 23, segundo a agência Reuters. De acordo com o Indec, a taxa de desemprego cresceu 2,7 pontos porcentuais em relação ao trimestre anterior, quando já era de 10,4%. O mercado de trabalho foi duramente afetado pelas medidas de isolamento social adotadas pelo presidente Alberto Fernández.

Leia também: “O erro do ‘lockdown’”, reportagem publicada na edição n° 14 da Revista Oeste

Além disso, o Produto Interno Bruto da Argentina caiu 19,1% no segundo trimestre de 2020 em relação ao mesmo período do ano passado, conforme noticiou Oeste. É a maior queda da economia daquele país considerando a comparação anual. O recorde negativo anterior era de -16,3%, registrado no 2º trimestre de 2002. Hoje, a Argentina tem o confinamento mais prolongado do mundo e o governo federal tem sido alvo de várias manifestações de rua reivindicando o relaxamento das políticas restritivas.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

7 Comentários

  1. A exemplo da Venezuela, o governo argentino está tentando expulsar a classe média para poder governar pra sempre a terra arrasada.

    Responder
  2. O esquerdista é como aquele time de futebol que está sempre na zona de rebaixamento e trabalha pra mudar a regra do jogo para ser campeão!!

    Responder
  3. Chega a dar um nó na garganta ao ler notícias como essa!! Nossos irmãos argentinos não merecem essa CANALHICE do governo!

    Responder
    • Não merecem… mas, escolheram essa canalhice de governo. Culpa de quem?

      Responder
    • Todos os dias agradeço a vitória de Bolsonaro. Se à esquerda vence-se estaríamos na mesma situação. Esquerdistas tem que ir p/Cuba!!!

      Responder
    • Terrível! Deus nos livre desses esquerdopatas!

      Responder
      • Los hermanos vão comer o pão que o diabo amassou com esse governo peronista.

        Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

O crime acima de todos

Não é que as instituições estejam funcionando mal, ou passando por alguma anomalia — ao contrário, elas são organizadas de maneira a tornar inevitáveis resultados como o que beneficiou André do Rap

O “cancelamento” contra a arte

Caso a sociedade se submeta a essa versão gourmetizada do stalinismo, nossos filhos e netos não terão o que ler, ouvir ou assistir

A segunda onda de hipocrisia

Em que pesem as comprovações de ineficácia dos lockdowns, enganadores como Emmanuel Macron fingem ter um mapa de bloqueio de contágio

Alerta: pesquisas à vista!

Por que as sondagens eleitorais erram tanto, como isso distorce o processo democrático e o que se pode fazer

O capitalismo pode salvar o mundo?

O sistema não é uma ideologia de laboratório, como o comunismo. É uma força viva, dinâmica, que há milênios se aperfeiçoa na satisfação das necessidades humanas

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma guerra civil nos EUA?

A mídia recusa-se a noticiar o que é evidente aos olhos de seus espectadores, e intelectuais argumentam que “saques e protestos violentos são vivenciados como eventos alegres e libertadores”

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês