Dez barragens da Vale estão em nível de emergência - Revista Oeste

Edição da semana

Em 1 out 2020, 17:30

Dez barragens da Vale estão em nível de emergência

1 out 2020, 17:30

Empresa, porém, afirma que tem controle da situação e que apenas quatro estão em classificações mais graves

vale, barragens, relatório ambiental, ouro preto, nova lima, barão de cocais

Depois de Mariana e Nova Lima, a cidade histórica de Ouro Preto está sob duas barragens em estado de emergência grave da Vale | Foto: Marion Jeannoel/Pixabay

A Vale atualizou nesta quinta-feira, 1º, informações sobre a condição de estabilidade de suas barragens. De 104 estruturas avaliadas, 33 não tiveram emissão de Declarações de Condição de Estabilidade (DCE) positiva.

A companhia tem dez barragens classificadas em nível 2 ou 3 de emergência, os mais graves, sendo quatro no mais alto, duas dessas na cidade histórica de Ouro Preto (MG), uma em Barão de Cocais (MG) e uma em Nova Lima, na região metropolitana de Belo Horizonte.

De acordo com a mineradora, todas as barragens de rejeitos em nível 2 ou 3 de emergência estão contempladas no seu plano de descaracterização de barragens.

O nível 2 ocorre quando o resultado das ações para corrigir uma anomalia é classificada como “não controlada” ou “não extinta”, quando há a necessidade de novas inspeções especiais e intervenções. Já o nível 3 trata de uma barragem em situação de ruptura iminente ou em curso.

A Vale tem nove barragens de rejeitos e sedimentos em níveis 2 ou 3 de emergência e com suas respectivas Zonas de Autossalvamento (ZAS) evacuadas, isto é, não há pessoas que possam ser afetadas caso uma delas se rompa. Além delas, a barragem Xingu teve seu nível de emergência elevado de 1 para 2 em 29 de setembro.

A Vale afirma que tem adotado diversas medidas para a melhoria das condições de segurança de suas estruturas. Para estruturas em níveis 2 ou 3 de emergência, a mineradora informa que vem mantendo os reservatórios rebaixados e minimizando o aporte de água, com a implantação de canais de cintura, que servem para desviar as águas da chuva das barragens.

No caso das estruturas em nível 1 e em nível 2 de emergência, além do monitoramento contínuo e do aprimoramento das informações sobre as condições das estruturas, a Vale tem projetos e obras em andamento para elevar a condição de segurança ou para descaracterizá-las.

A empresa divulga relatórios ambientais sobre as barragens que mantêm no país desde que duas delas se romperam, causando grandes danos a Mariana e a Brumadinho, ambas também cidades mineiras.

Com informações do Estadão Conteúdo

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 Comentário

  1. Dane-se. Fazem a kaghada a moda antiga sendo que tinha outro jeito de fazer mineração sem danificar o ambiente e matar pessoas (aka : mineração a seco) Ah, é caro! DANE-SE!

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês