Ditadura chinesa fala em defesa da democracia e dos direitos humanos fora da China - Revista Oeste

Edição da semana

Em Em 19 nov 2020, 18:43

Ditadura chinesa fala em defesa da democracia e dos direitos humanos fora da China

19 nov 2020, 18:43

Uma semana antes, o Partido Comunista Chinês expulsou alguns deputados do parlamento de Hong Kong

china

O presidente da China, Xi Jinping | Foto: Divulgação/Creative Commons

Na terça-feira 17, a 12ª Cúpula dos Brics (grupo formando por Brasil, Rússia, China, Índia e África do Sul) emitiu uma declaração conjunta dos países membros em que consta a defesa da democracia, dos direitos humanos e de alguns outros valores que o Partido Comunista Chinês (PCCh) tem sido acusado de transgredir dentro de seu próprio país.

“Reforçamos nosso compromisso com um mundo de paz, estabilidade e prosperidade, respeito mútuo e igualdade, e com a defesa do direito internacional, inclusive os propósitos e princípios consagrados na Carta das Nações Unidas como sua pedra angular indispensável, e com o papel central das Nações Unidas em um sistema internacional no qual Estados soberanos cooperam para manter a paz e a segurança, promover o desenvolvimento sustentável, garantir a promoção e proteção da democracia”, informa o documento.

Na semana anterior à declaração, o PCCh promoveu a expulsão de deputados eleitos do parlamento de Hong Kong por serem favoráveis à independência da ilha, ferindo todos os princípios que, curiosamente, disse defender ontem. Além disso, no começo da pandemia, jornalistas foram presos pelo governo chinês e médicos desapareceram na China depois de tentar expor para o mundo a situação do novo coronavírus. Há décadas, Pequim tenta ferir a soberania de Taiwan para anexar o país vizinho.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

12 Comentários

  1. só o Bhosta Dória mesmo para acreditar nessa groselha toda – quero ver na hora que apagar a luz como é que a banda vai tocar.

    Responder
  2. Piada ? Só pode ser …

    Responder
  3. No lugar da África do Sul, incluíram os Estados Unidos nos Brics. Corrijam aí, por favor.

    Responder
    • Correção feita, muito obrigado.

      Responder
  4. Hipocrisia pouca é bobagem.

    Responder
  5. Os esquerdopatas deste nosso rincão tupiniquim adoram essa hipocrisia. Penso mesmo que gostam mesmo é da “dita dura” com todos os seus “instrumentos” pois assim se preenchem e se locupletam com suas “ideologias de gênero”.
    São falsos em sua essência, medíocres em seus objetivos, e imorais em seus princípios.
    Um amontoado de vermes insensíveis, inconsequentes e paranoico, que encontram aqui no BRASIL, tiranos representar-lhes em busca de PODER de recompensa. Estes, como o Dória, serão em breve os cobaias de satanás.

    Responder
  6. Velhaco

    Responder
  7. Kkkkkkk

    Responder
  8. Kkkkkkk 🤦‍♂️

    Responder
  9. Kkkkkkk 🤦‍♂️é mole?!

    Responder
  10. Mentiroso, hipócrita e psicopata…se lembrar de mais uns adjetivos para esse amarelo canalha, volto para completar.

    Responder
  11. Quem tem dinheiro diz o que quer e os outros dizem amém.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Um caso de amor com a tirania

Na França, é cada vez mais evidente o namoro com o autoritarismo sob o disfarce da racionalidade, da competência administrativa, do bem comum, da justiça social

A obsessão da imprensa por Donald Trump

Com o único propósito de ser anti-Trump, a mídia não saberá o que fazer se não puder culpar o bufão laranja por todo o mal que eventualmente venha a acontecer

O Guevara da Daslu

Faça como Doria. Pare diante do espelho, fale meia dúzia de clichês do humanismo de butique e note que você também tem um corpinho de centro-esquerda

A China e a fábula dos pardais

Enquanto o discurso ambientalista foca a Amazônia e as mudanças climáticas, a China segue com suas práticas predatórias e não assume responsabilidades

O gênio e o mito

Maradona não deveria ser uma referência moral para ninguém. Mas é um equívoco não homenageá-lo por seu futebol-arte

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês