Doria diz que SP não vai embarcar na vacina da Rússia - Revista Oeste

Em 11 ago 2020, 14:30

Doria diz que SP não vai embarcar na vacina da Rússia

11 ago 2020, 14:30

Governador de São Paulo, João Doria, afirmou que o estado já possui parceria com o laboratório chinês Sinovac para a produção de uma vacina

Vacina Doria

Governador tem parceria com estudo chinês para produção de vacina | Foto: Governo de São Paulo

O governador João Doria (PSDB) afirmou nesta terça-feira, 11, que o Estado de São Paulo não irá “embarcar” na vacina contra o novo coronavírus da Rússia. As declarações foram dadas em entrevista à Rádio Bandeirantes.

De acordo com o tucano, o Instituto Butantan não produzirá o medicamento do governo russo. Além disso, Doria reforçou que o estado já possui parceria com o laboratório chinês Sinovac para a produção de uma vacina. Portanto, não há motivos para trabalhar com uma segunda alternativa.

“A [vacina] russa não. Não sou capaz de avaliar se é boa ou não é, se tem o aval da Organização Mundial da Saúde (OMS). Não quero fazer pré-avaliação”, disse o governador.

Anúncio

O presidente da Rússia, Vladmir Putin, anunciou, nesta terça-feira, 11, que o país registrou a primeira vacina do mundo contra a covid-19. Ele chegou a informar que uma de suas filhas já tomou a vacina e que estará disponível em janeiro.

No entanto, a comunidade médica vê com cautela esse anúncio em razão da rapidez com que o imunizante ficou pronto. Apesar disso, o governo do Estado do Paraná vai fechar um acordo para testar o medicamento russo.

Em junho, o governador Ratinho Júnior (PSD) já havia dado aval para a negociação. O convênio prevê que o Paraná poderá fazer testes, produzir e distribuir o imunizante

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 Comentários

  1. É verdade que a médica “cobaia” da vaCHINA do Dória sentiu efeitos colaterais? Quem vai encarar a vaCHINA aí, gente? rsrsrsr

    Responder
  2. Não tomo está m… nem f…, nem a do “calça atolada”, nem qualquer outra!

    Responder
  3. Só tomo se o botocudo Dorian tomar primeiro

    Responder
  4. Coincidências do governo Dória, o maior defensor da quarentena, o maior opositor de bolsonaro, o governador q inaugurou um escritório em xamgai, agora defende q a população de São Paulo tome uma vacina da China, logo ela q criou o virus, espalhou pelo mundo, criou o lockdown, aparelhou a OMS, e lucra um absurdo com a venda de insumos e equipamentos para os países q sofrem com o vírus chinês. Se não bastesse, em setembro este mesmo governador vai promover a expo china em São Paulo, q vai trazer os empresários chineses com suas malas cheias para comprar empresas, estradas, portos, aeroportos, fazendas e tudo mais q puderem, depois q quebraram com o lockdown, lembrando q a China já é hj a maior geradora de energia elétrica do Brasil, bem, é normal q ele comprasse a vacina da China.

    Responder
    • Ó Dorinha botox,ninguém vai tomar essa vacina Ching ling. A vacina que todo mundo vai tomar e a vacina de Oxford .Quando a Ching ling ficar pronta ,abaixa a calcinha e toma sozinha!

      Responder
  5. Ganha um docinho quem adivinhar qual vacina o Doria vai escolher: a Russa ou a Chinesa.

    Responder
    • Ó Dorinha botox,ninguém vai tomar essa vacina Ching ling. A vacina que todo mundo vai tomar e a vacina de Oxford .Quando a Ching ling ficar pronta ,abaixa a calcinha e toma sozinha!

      Responder
  6. Não vai com a da Rússia, mas vai com a da China, não é seu apedeuta “DitaDória”?

    Responder
  7. Como a equipe do Presidente Bolsonaro não matou ninguém, melhor esperar a de Oxford, e por enquanto vamos de cloroquina.

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Coronavírus

Revista Oeste — Edição 27 — 25/09/2020

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês