Economia dos EUA poderá receber mais estímulos governamentais - Revista Oeste

Edição da semana

Em 23 set 2020, 17:00

Economia dos EUA poderá receber mais estímulos governamentais

23 set 2020, 17:00

Fed defende manutenção da taxa de juros em 0% e meta de inflação em 2%

fed, congresso, jerome powell

Jerome Powell discursou no Congresso americano | Foto: Simone Fontana/Flickr

Funcionários do Sistema de Reserva Federal dos Estados Unidos (na sigla em inglês, Fed) defenderam o aumento de gastos governamentais para acelerar e tornar menos desigual a recuperação econômica dos EUA. O presidente do Fed, Jerome Powell, prestou depoimento no Congresso nesta quarta-feira, 23, e reafirmou sua visão de que mais ação fiscal agilizaria o alcance de metas para o mercado de trabalho e de inflação estável em cerca de 2% ao ano. O Fed é a instituição norte-americana similar ao Banco Central no Brasil e cabe à organização estabelecer a política monetária no maior mercado consumidor do mundo.

Leia também: “Guedes insiste em CPMF para gerar novos empregos”

A taxa de juros deve continuar em 0% ao ano até que a economia apresente resultados mais sólidos, disse hoje o vice-presidente do Fed, Richard Clarida, em entrevista à Bloomberg TV. Ele acredita que a atividade econômica está se recuperando de maneira “muito robusta”, mas ainda se encontra “em um buraco fundo”.

Pacote de estímulos do governo

Os congressistas norte-americanos estão há meses em um embate para decidir qual será o volume de estímulos à economia. A bancada do Partido Democrata propõe a injeção de US$ 2,2 trilhões e os republicanos sugerem US$ 1 trilhão. A Casa Branca deu sinais de que pode apoiar uma legislação que custe cerca de US$ 1,5 trilhão ao bolso do pagador de impostos.

TAGS

*O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Assine a nossa newsletter

Colunistas

Vacinação sem vacina

Falar em obrigar a população inteira a se vacinar — com uma vacina que não existe — significa o quê? Um negócio da China?

Supremas diferenças

Ao compararmos o STF à Suprema Corte dos Estados Unidos, o choque é violento

A coerção e o coronavírus

A necessidade de restrições ocasionais não deve abalar os fundamentos do verdadeiro liberalismo, sustentado no “inovismo” e no “adultismo”

Uma nova doença: o vício em desculpas

Poucas figuras públicas têm a força de caráter para se recusar a pedir desculpas aos identitaristas, que gostam de desempenhar o papel de vítimas permanentes

Você não pode perder

Ciência, que é bom, nada

Ciência, que é bom, nada

"Desde o começo da epidemia a discussão vem sendo assim: política em primeiro lugar", afirma J.R. Guzzo...

A VOZ DAS REDES

Uma seleção de tuítes que nos permitem um olhar instigante do mundo, ajudam a pensar e divertem o espírito

LEIA MAIS

Oeste Notícias

R$ 19,90 por mês