Até abril, investimento em startups brasileiras cresceu 187%

Fintechs receberam o maior volume de recursos
-Publicidade-
Startups avançam no Brasil | Foto: Glenn Carstens-Peters/Unsplash
Startups avançam no Brasil | Foto: Glenn Carstens-Peters/Unsplash

As startups seguem ganhando espaço no Brasil. Relatório divulgado nesta segunda-feira, 3, pela empresa de inovação Distrito aponta crescimento de 187% no investimento de capital de risco nesse mercado nos primeiros quatro meses de 2021 em relação ao mesmo período de 2020.

Foram alocados cerca R$ 12,7 bilhões em 207 negócios. O volume representa 66% dos recursos mapeados em todo o ano passado, quando o setor já vinha aquecido, apesar da pandemia. Os juros baixos, que incentivaram investimentos mais arriscados, e o impulso à digitalização dos negócios trazidos pela covid-19 foram as principais razões do avanço.

Leia mais: “Brasil exportou 2 quilos de soja por habitante no planeta em abril, aponta estimativa”

-Publicidade-

As fintechs, startups bancárias, concentraram a maior fatia dos investimentos, com R$ 5,4 bilhões em 45 operações. A maior parte dos recursos ficou com o Nubank, que anunciou ter obtido R$ 2,15 bilhões em janeiro.

Em seguida, vieram as startups do setor imobiliário, com R$ 2,8 bilhões. Em terceiro lugar ficou o segmento de varejo, com R$ 2,7 bilhões em 22 investimentos.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.