Auxílio emergencial: governo vai cobrar benefício indevido

Ministério da Cidadania identificou 2,6 milhões de pessoas recebendo irregularmente o pagamento; valor chega a R$ 1,574 bilhão
-Publicidade-
Trabalho acadêmico informa que o auxílio emergencial deve atenuar os impactos do coronavírus na economia | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL
Trabalho acadêmico informa que o auxílio emergencial deve atenuar os impactos do coronavírus na economia | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL | Trabalho acadêmico informa que o auxílio emergencial deve atenuar os impactos do coronavírus na economia | Foto: DIVULGAÇÃO/AGÊNCIA BRASIL

Ministério da Cidadania identificou 2,6 milhões de pessoas recebendo irregularmente o pagamento; valor chega a R$ 1,574 bilhão

auxílio emergencial
Conforme o ministro Onyx Lorenzoni, a previsão é que sejam enviadas cerca de 4,8 milhões de mensagens
Foto: Divulgação/Agência Brasil
-Publicidade-

Nos próximos dias, 2,6 milhões de brasileiros que sacaram indevidamente o auxílio emergencial receberão uma mensagem SMS. O objetivo é cobrar a devolução dos valores, embolsados por quem não precisava da ajuda financeira do Estado durante o surto de coronavírus. Se cada um restituir pelo menos uma parcela de R$ 600, o valor recuperado chegará a R$ 1,574 bilhão. A estratégia está sendo desenhada pelo Ministério da Cidadania, responsável por gerenciar o “coronavoucher” e ter identificado as irregularidades através de uma auditoria nos pagamentos. Os nomes serão repassados à Economia, que usará um contrato já existente para o envio de SMS de modo a executar a operação.

Conforme o ministro Onyx Lorenzoni, a previsão é que sejam enviadas cerca de 4,8 milhões de mensagens, considerando a possibilidade de ser necessário encaminhar um reforço da cobrança. Caso alguém queira devolver os valores irregulares, é possível fazê-lo através do site que o governo federal lançou. Dessa forma, é preciso informar o CPF e gerar uma Guia de Recolhimento da União, a ser paga em qualquer banco. O presidente Jair Bolsonaro já destinou R$ 322 bilhões para bancar o auxílio emergencial até o fim do ano. Desde sua implementação, em abril, órgãos de controle apontaram casos de pessoas recebendo indevidamente, como servidores públicos, militares, entre outros.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site