B3 fecha o ano com queda de quase 12%, pior resultado desde 2015

O varejo foi o setor mais castigado ao longo do ano; por outro lado, a Embraer se destacou na ponta de cima
-Publicidade-
Risco de calote mexeu com os ânimos dos mercados pelo mundo | Foto: Divulgação
Risco de calote mexeu com os ânimos dos mercados pelo mundo | Foto: Divulgação | Foto: Divulgação

O Ibovespa, principal índice de ações da Bolsa de Valores de São Paulo (B3), fechou o ano no negativo.

No acumulado, o indicador encerrou aos 104.822 pontos, registrando queda de 11,93%.

Esse é o pior resultado desde 2015, quando a desvalorização foi de 13,31%.

-Publicidade-

No último pregão do ano, o índice fechou em alta de 0,69%.

Varejo foi o destaque negativo da Bolsa de Valores

O varejo foi o destaque negativo em um ano marcado por desempenhos ruins na Bolsa de Valores.

O Magazine Luiza fechou com queda de 71% depois de um forte desempenho em 2021.

Em seguida vieram outras empresas do mesmo segmento, como Via (dona das Casas Bahia e Ponto) e Americanas S/A, com perdas de 67% e 58%, respectivamente.

Na ponta de cima

Na contramão das varejistas e da maior parte das ações que compõem o índice, duas companhias se descolaram na ponta positiva.

A Embraer mais que dobrou de valor no período: 180%. Entre os fatores que contribuíram para a valorização dos papéis estão a recuperação do mercado de aviação comercial para jatos de médio porte e as boas perspectivas para o mercado de “carros voadores”.

A Braskem foi a segunda mais valorizada, com 176%.

Também bem à frente das outras integrantes do Ibovespa, mas consideravelmente atrás das duas primeiras colocadas, figuraram as gigantes de alimentos JBS e Marfrig, com ganhos de 75% e 73%, respectivamente.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Não sei mas será que é por que estamos vivendo a maior crise da humanidade com esta pandemia? sei lá de repente poder ser que isto atrapalhe um pouquinho não.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.