Balança comercial brasileira registra superávit recorde

É o maior resultado para agosto desde 1989
-Publicidade-
Exportações crescem no Brasil  | Foto: TÂNIA REGO/AGÊNCIA BRASIL
Exportações crescem no Brasil | Foto: TÂNIA REGO/AGÊNCIA BRASIL

É o maior resultado para agosto desde 1989

balança comercial
Exportações crescem no Brasil | Foto: TÂNIA REGO/AGÊNCIA BRASIL
-Publicidade-

Em agosto deste ano, a balança comercial brasileira registrou um superávit recorde. As exportações superaram as importações em US$ 6,6 bilhões. Dessa forma, é o maior resultado para o mês na série iniciada em 1989. Até o momento, o superávit já soma US$ 36,5 bilhões. É o que informou na terça-feira 1° o Ministério da Economia. Entre os produtos que puxaram o crescimento das exportações agropecuárias, os destaques foram a soja, cujo valor vendido aumentou US$ 443,3 milhões em relação ao mesmo mês do ano passado, e o algodão bruto, com alta de US$ 80,9 milhões na mesma comparação.

Leia também: “Por onde virá a retomada?”, artigo publicado na edição n° 12 de Oeste

A maior parte da alta do saldo em agosto é explicada pela queda da importação da indústria extrativa, que recuou 59,51% em comparação com o mesmo mês do ano passado, e da indústria de transformação, cujas compras do exterior encolheram 23,78%. Já nas exportações, as vendas da indústria de transformação caíram 14,2%, e as vendas da indústria extrativa recuaram 8,6%. No entanto, as exportações da agropecuária subiram 32,64%, conforme noticiou Oeste.  Além disso, no período, a China manteve-se como principal parceira comercial do Brasil, responsável por comprar a maior parte das commodities.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comments

  1. Tão logo promulgada a carta comunista, temos o último ano, 1.989, de bons resultados no campo.
    Aí se iniciam as invasões de terras, o lulopetismo. Começa a se “azeitar” a indústria do caos, o CONLUIO entre os 3 PODERES, a transformação de políticos em ursos polares, cujos únicos predadores passam a ser funcionários públicos indicados por eles próprios, qdo ñ por presidentes corruptos e condenados, numa trama sórdida contra esta linda NAÇÃO. Fazer política no PAÍS virou ser marginal, desafeto da sociedade. Vale tudo, até se disfarçar de social democrata ou liberal, para esconder a serviço de quem está. O caixote é um só, seguir as regras do COMUNISMO, anárquico e utópico, pois qto mais bagunça e desmando, mais irresponsabilidade para com o POVO.
    A PRISÃO em SEGUNDA instância e o fim do foro privilegiado, são os únicos caminhos constitucionais para a retomada da Pátria. Separemos o joio do trigo Viva a independência de nossos futuros compatriotas, viva a nossa LIBERDADE, viva a nossa BANDEIRA. A nossa PRESTAÇÃO DE CONTAS c o CONGRESSO brasileiro.

  2. Oeste, vcs são a única publicação a destacar o fato do superavit de agosto como o maior da série histórica desde 1989 Há uma mídia tardiamente desmamada, como Globo, Estadão, Folha/Uol, Carta Capital – aquela do contrato milionário com o governo comunista do Maranhão – e outros veículos igualmente desimportantes que venderam suas almas e lutam para derrubarem o governo Bolsonaro. Eles subestimam o poder de disseminação das redes sociais, como o fizeram na eleição para Presidente e não por acaso perdem assinantes aos milhares. Parabéns, sucesso e longa vida a vcs.

      1. O mérito é do time altamente qualificado da Oeste. Imprensa que se vende é pior que imprensa nenhuma. Parabéns.

    1. Estes veículos ao qual vc se referiu, eu passo longe. Transformaram-se em tablóides sensacionalistas que tem missão única, atacar o governo. Lamentável e parabéns a Revista Oeste.

  3. Até entendo bem que o Agro-Negócio é o carro-chefe das exportações, isso mostra que o País precisa urgentemente ativar/investir na Indústria de transformação para colher maires valores ao produto commodities que vem do próprio Agro e da industria Extrativa. Parabéns pela reportagem.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site