BC anuncia medida que libera R$ 68 bi para a economia

Com o objetivo de aumentar a liquidez do Sistema Financeiro Nacional, o Banco Central do Brasil decidiu reduzir a alíquota do compulsório sobre recursos a prazo- dinheiro que os bancos não podem emprestar- de 25% para 17%.
-Publicidade-
BC não tem instrumentos adequados para lidar com a volatilidade do câmbio no momento, diz Bruno Serra | Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil
BC não tem instrumentos adequados para lidar com a volatilidade do câmbio no momento, diz Bruno Serra | Foto: Antônio Cruz/Agência Brasil | bruno serra, taxa de câmbio, volatilidade, bancos, crise do coronavírus

Com a diminuição do compulsório sobre recursos a prazo, o órgão espera aumentar a liquidez do Sistema Financeiro Nacional

Sede do Banco Central | Foto: Antônio Cruz / Agência Brasil

Com o objetivo de aumentar a liquidez do Sistema Financeiro Nacional, o Banco Central do Brasil decidiu reduzir a alíquota do compulsório sobre recursos a prazo — dinheiro que os bancos não podem emprestar — de 25% para 17%.

-Publicidade-

Estima-se que a medida libere, a partir do dia 30 deste mês, 68 bilhões de reais que estão retidos nos bancos. Caso a situação da economia tenha se recuperado até 14 de dezembro, a alíquota voltará a 25%.

A medida faz parte de um pacote de ações que o Banco Central está tomando para diminuir os impactos da pandemia do coronavírus sobre a economia.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.