Blocos de petróleo próximos a Fernando de Noronha não recebem proposta em leilão

Apenas cinco dos 92 blocos ofertados para exploração de petróleo e gás natural foram arrematados
-Publicidade-
17ª Rodada de Licitações da ANP foi realizada nesta quinta-feira, 7
17ª Rodada de Licitações da ANP foi realizada nesta quinta-feira, 7 | Foto: Ricardo Botelho/MInfra

Em leilão realizado nesta quinta-feira, 7, pela Agência Nacional de Petróleo, Gás e Biocombustíveis (ANP), apenas cinco dos 92 blocos ofertados para exploração de petróleo e gás natural foram arrematados.

Entre as áreas que não receberam nenhuma proposta, estão os lotes próximos a Fernando de Noronha e ao Atol das Rocas. Também não houve ofertas para a Bacia de Pelotas, considerada região sensível de preservação, e a Bacia de Campos.

Leia mais: “Silva e Luna: ‘Nenhum de nós gostaria de voltar a ver a Petrobras em apuros financeiros’”

-Publicidade-

Apenas cinco blocos da Bacia de Santos, onde está localizada a maior parte do pré-sal brasileiro, foram arrematados: quatro pela Shell e um pela parceria entre Shell e Ecopetrol. No total, foram arrecadados pouco mais de R$ 37 milhões, sem ágio. Os investimentos previstos são de R$ 136 milhões.

Leia mais: “‘A chance é nenhuma’, diz presidente da Petrobras sobre segurar preços”

Os 92 blocos exploratórios ofertados estavam distribuídos em 11 setores das bacias Potiguar, de Campos, de Pelotas e de Santos. Nove empresas se inscreveram para participar da disputa, mas somente duas fizeram propostas. Apesar de inscrita, a Petrobras não apresentou nenhuma proposta.

Foram arrematados dois blocos do setor SS-AP4 e três blocos no setor SS-AUP4, ambos na Bacia de Santos. As outras três bacias com blocos ofertados não receberam nenhuma proposta.

Leia também: “Tarcísio vai aos EUA e busca atrair investidores para novas concessões”

Esta foi a 17ª Rodada de Licitações da ANP, que estava originalmente prevista para o ano passado, mas foi adiada em função da pandemia de covid-19. A última rodada, em outubro de 2019, teve 12 de 36 blocos arrematados, mas com recorde de arrecadação: mais de R$ 8,9 bilhões.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.