BNDES avança para efetivar a capitalização da Eletrobras

Banco publicou o contrato do consórcio que conduzirá a modelagem do processo
-Publicidade-
A União quer sair, aos poucos, do controle da estatal
A União quer sair, aos poucos, do controle da estatal | Foto: Divulgação/Agência Brasil

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) avançou uma casa no processo de capitalização da Eletrobras. Na quinta-feira 8, a instituição financeira publicou o contrato do consórcio que conduzirá a modelagem do processo, além da estruturação financeira e o relatório final do processo de desestatização.

O Consórcio Genial — Tauil e Chequer, que ganhou o processo de licitação, deve conduzir as tratativas. O valor do contrato publicado pelo BNDES é de R$ 3,89 milhões. Pelo acordo, a empresa terá de realizar a avaliação de toda legislação nacional e internacional aplicável à Eletrobras, à Itaipu e à Eletronuclear, assim como a identificação de “pontos de riscos”.

Leia também: “João Santana: É imprescindível separar Estado e Economia”, entrevista publicada na Edição 67 da Revista Oeste

-Publicidade-
Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site