Bolsonaro assina decreto para modernizar rodovias federais

Programa será coordenado pelo Ministério da Infraestrutura
-Publicidade-
Rodovia em Volta Redonda (RJ)
Rodovia em Volta Redonda (RJ) | Foto: Beth Santos/Secretaria Geral da PR

O presidente Jair Bolsonaro assinou um decreto que cria a Política de Modernização da Infraestrutura Federal de Transporte Rodoviário, batizada de Inov@BR. A estimativa é que a medida tenha potencial de investimento acima de R$ 10 bilhões em rodovias concedidas.

A norma prevê estratégias para elevar o nível de segurança e fluidez das rodovias federais, além do incremento no nível de tecnologia empregada e da elaboração de estudos para aprimoramento regulatório do setor. O programa será coordenado pelo Ministério da Infraestrutura.

-Publicidade-

Leia mais: “PEC Emergencial é a maior reforma fiscal em 22 anos, afirma Ministério da Economia”

De acordo com estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea), os impactos socioeconômicos dos acidentes de transporte no Brasil geram, em média, R$ 130,66 bilhões em dispêndios públicos.

“Soluções serão implementadas nas rodovias para torná-las mais seguras, amigáveis e até mesmo mais tolerantes aos erros dos condutores, com ganhos imediatos na redução de vítimas hospitalizadas”, informou, em nota, o Ministério da Economia. A norma será publicada na edição do Diário Oficial da União da próxima segunda-feira, 15.

Tecnologia

Um dos eixos da Ino@BR trata de tecnologia. A ideia é estimular a adoção técnicas e materiais mais modernos, sustentáveis e de maior eficiência, além do uso de aparelhos para monitoramento contínuo e serviços de conectividade nas rodovias.

Com informações da Agência Brasil

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Graças a Deus! Esse decreto se contrapõe as causas que produziram cerca de um milhão de mortos nas estradas em duas décadas. O futuro será melhor.

  2. Humm… depois veremos o que isso (monitoramento , tecnologia, etc.) realmente significa. Pela lógica e capacidade cerebral do DNIT, geralmente isso se resume em mais radares com limites de velocidade que são definidos em uma roleta e multas, muitas multas….
    É aguardar para ver…

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.