-Publicidade-

Brasil e África do Sul pagaram mais caro pela vacina da Oxford

Lote de maior valor foi comprado de um fornecedor indiano
Entidade Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo
Entidade Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo | Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo
vacina da oxford
Membros da União Europeia pagaram US$ 2,16 (€ 1,78) pela Vacina da Oxford | Entidade Foto: Cadu Rolim/Estadão Conteúdo

O Brasil e a África do Sul pagaram mais caro pela vacina desenvolvida pela Universidade Oxford em parceria com a farmacêutica AstraZeneca. Para os dois países, cada dose saiu por US$ 5,25. Os membros da União Europeia pagaram US$ 2,16 (€ 1,78).

Para o Brasil e a África do Sul, as vacinas com este valor vêm da Índia. O Instituto Serum produz o imunizante no país com o licenciamento dos desenvolvedores. O produto fornecido para os Europeus foi negociado diretamente com a AstraZeneca.

Os valores acertados foram divulgados pela Fiocruz (no caso brasileiro), pelo departamento de Saúde sul-africano (África do Sul) e pela secretária de Orçamento da Bélgica, Eva De Bleeker (Europa).

Leia também: “Brasil garante mais 6,8 milhões de doses de vacinas contra a covid-19”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês