Brasil recicla 98,7% das latas de alumínio em 2021, maior índice da história

Há mais de dez anos o índice de reciclagem de latas de alumínio se encontra em patamares superiores a 96%
-Publicidade-
Multinacional que produz chapas e lâminas de alumínio, em Pindamonhangaba, São Paulo | Foto: Paulo Liebert/Estadão Conteúdo
Multinacional que produz chapas e lâminas de alumínio, em Pindamonhangaba, São Paulo | Foto: Paulo Liebert/Estadão Conteúdo

Em 2021, o índice de reciclagem de latas de alumínio para bebidas foi de 98,7%, o maior já registrado até hoje pelo Brasil. De um total de 33,4 bilhões de latas de alumínio comercializadas no mercado interno, 33 bilhões foram recicladas.

O resultado consta em documento entregue ao Ministério do Meio Ambiente pela Associação Brasileira do Alumínio (ABAL) e pela Associação Brasileira dos Fabricantes de Latas de Alumínio (Abralatas).

-Publicidade-

O resultado representa um crescimento de 1,4 ponto percentual em relação ao patamar de 2020, confirmando o Brasil entre os países campeões mundiais na coleta e reciclagem desse tipo de embalagem.

Além disso, o índice supera os 95% estabelecidos no Termo de Compromisso de Latas firmado pela indústria junto ao Ministério do Meio Ambiente, em 2020.

“A despeito das dificuldades impostas pela pandemia, a cadeia de reciclagem de latas de alumínio continuou operando com a eficiência costumeira, entregando um resultado que gera valor ambiental, econômico e social”, declarou Janaina Donas, presidente-executiva da ABAL.

Índices de reciclagem de latas de alumínio (em %)

Índices de reciclagem de latas de alumínio (em %)
Índices de reciclagem de latas de alumínio (em %) | Foto: Reprodução/Abal

“Há mais de dez anos o índice de reciclagem de latas de alumínio se encontra em patamares superiores a 96%. O Brasil é benchmark no setor para o mundo, graças aos esforços e investimentos da indústria do alumínio na modernização do setor e de ampliação dos centros de coleta e reciclagem”, afirmou Janaina Donas.

Apesar dos excelentes resultados do setor de alumínio, a reciclagem de outros produtos largamente consumidos no país é baixa. O caso mais desafiador é o do plástico. Apesar de ser o quarto maior consumidor da matéria-prima no mundo, o Brasil recicla apenas 1,29% de plástico, segundo estudo da WWF Brasil com dados do Banco Mundial, divulgado em 2019.

O percentual difere dos números informados pela Associação Brasileira da Indústria de Plástico (Abiplast), que indica que pouco mais 23% dos resíduos plásticos são reciclados no país, segundo números de 2020. De todo modo, o índice geral de reciclagem dos resíduos sólidos no país ainda é de cerca de 5,3% do total potencialmente recuperável, segundo dados do Sistema Nacional de Informações sobre Saneamento.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Deveria estimular a coleta seletiva.
    Os produtores em parceria com os mercados deveriam dar descontos a quem devolvesse os potes de sorvete, os potes de creme de cabelo,as garrafas pets

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 23,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.