-Publicidade-

Caio Megale, do Ministério da Economia, pede demissão

Diretor de programas da Secretaria de Fazenda alegou, entre outros motivos para a saída, querer voltar para a iniciativa privada
O diretor do Secretaria de Fazenda do Ministério da Economia, Caio Megale | Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO
O diretor do Secretaria de Fazenda do Ministério da Economia, Caio Megale | Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO | O diretor do Secretaria de Fazenda do Ministério da Economia, Caio Megale | Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

Diretor de programas da Secretaria de Fazenda alegou, entre outros motivos para a saída, querer voltar para a iniciativa privada

Caio Megale
O diretor da Secretaria de Fazenda do Ministério da Economia, Caio Megale
Foto: DIDA SAMPAIO/ESTADÃO CONTEÚDO

O diretor de programas da Secretaria de Fazenda do Ministério da Economia, Caio Megale, pediu para deixar o cargo. Assim sendo, ele comunicou à direção que sairá do posto até a próxima sexta-feira, 31, e voltará ao setor privado. O anúncio foi feito no domingo 26.

Megale é economista e trabalhou no banco Itaú por quase seis anos. Está no governo Bolsonaro desde a posse do presidente. Além disso, chegou a ocupar a secretária municipal da Fazenda da gestão João Doria, em São Paulo, de janeiro de 2017 a dezembro de 2018.

Dessa forma, a saída de Megale é a terceira baixa da Economia. O ex-secretário do Tesouro Nacional Mansueto Almeida deixou a pasta em 15 de julho e foi substituído por Bruno Funchal. O presidente do Banco do Brasil, Rubem Novaes, também afirmou que sairá da instituição.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.