-Publicidade-

Calote no Brics é culpa do Congresso, informa Economia

Ministério assegura que parlamentares vetaram recursos destinados a honrar compromissos do Brasil com o bloco de países
Instituição financeira do Brics terá de comunicar o ocorrido às agências de classificação de risco
Instituição financeira do Brics terá de comunicar o ocorrido às agências de classificação de risco | Foto: Marcello Casal Jr/Agência Brasil

Depois de o Brasil atrasar um aporte ao Novo Banco de Desenvolvimento do Brics (NDB), o Ministério da Economia (ME) responsabilizou o Congresso Nacional pelo calote. Em nota, a pasta lembrou que os parlamentares deixaram de fora do Projeto de Lei 29/2020 a verba necessária para honrar a penúltima parcela de uma dívida que o governo tem com o fundo — o montante de US$ 292 milhões foi destinado a obras e emendas parlamentares. O prazo da mensalidade venceu no domingo 3.

De modo a resolver o problema, o ME submeteu à Junta de Execução Orçamentária uma proposta. Trata-se de realocação de recursos oriundos do próprio cofre da pasta. Assim, o aporte será destinado ao pagamento das obrigações do país com organismos internacionais. Por determinação contratual, o NDB terá de comunicar o ocorrido às agências de classificação de risco, detentores de títulos e parceiros internacionais, afetando a imagem do Brasil perante outras nações.

Leia também: “‘O Congresso impede as privatizações’, diz Salim Mattar”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

6 comentários

  1. Câmara, STF e senado são constituídos de FILHOS DA PUTA, e população de COVARDES. País de MERDA, espero que acabem com essa BOSTA de vez, seja o Biden… seja a França… seja a China… LIXO de país ESCROTO.

  2. Só uma luta armada resolverá a impunidade, não apenas no Brasil, mas no mundo. A população terá que fazer valer seu direito sobre todo dinheiro depositado nós cofres públicos através dos impostos. Precisamos por um fim em pessoas corruptas no sistema político e judiciario, especialmente o STF. Mais do que uma intervenção militar, pois esse tipo de intervenção envolveria política que já provou sua incapacidade.

    A população não precisa de partidos, precisa simplesmente exercitar na prática os seus direitos. Exemplo: vamos todos, digo todos, rumo a Brasília e tiramos um a um de lá . Saiam da aí agora. Em um só coro e uma só voz. Saiam agora daí.

    Organizar um novo parlamento, novas regras, leis que serão cumpridas.

    Acabar com cargos políticos profissionalizando o serviço público. Não permitir altos salários e nem privilégio.

    Como fazer isto?

    Apenas um grito da nação resolverá: #CHEGA

    1. Concordo. Porém cada um que chega ao poder, que tem essa ambição, acaba pondo seus interesses pessoais em detrimento da coletividade. Basta ver uma mera assembleia de condomínio em que há brigas e desvios de dinheiro em quem assume o poder.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês