Caminhoneiros reagem à alta do diesel: ‘Não podemos ficar quietos’

A Petrobras anunciou na última segunda-feira, 9, reajuste de quase 9% no preço do combustível
-Publicidade-
Diesel está quase 9% mais caro a partir desta terça-feira
Diesel está quase 9% mais caro a partir desta terça-feira | Foto: Reprodução/Agência Brasil

Os caminhoneiros reagiram ao anúncio de alta do diesel, comunicado pela Petrobras na última segunda-feira, 9. A Associação Brasileira dos Condutores de Veículos Automotores (Abrava) emitiu nota em protesto ao reajuste.

A Petrobras anunciou reajuste de 8,8% no preço do diesel, que vale a partir desta terça-feira, 10. Com isso, o valor médio do combustível passa de R$ 4,51 para R$ 4,91.

Segundo a companhia, a parcela da Petrobras no preço ao consumidor será em média de R$ 0,36 por litro, ou seja, de R$ 4,06 para R$ 4,42. Isso considerando a mistura obrigatória de 90% de diesel A e 10% de biodiesel para a composição do diesel comercializado nos postos.

-Publicidade-

A empresa justificou que a adequação “segue outros fornecedores de combustíveis no Brasil que já promoveram ajustes nos seus preços de venda acompanhando os preços de mercado”.

O que pensam os caminhoneiros

“O governo e a Petrobras mudaram a estratégia, não estão aumentando tudo de uma vez. Uma semana aumenta o gás, na outra a gasolina, e agora o diesel. Lembramos que essa luta pelo fim do PPI (preço de paridade de importação) não é só dos caminhoneiros, mas, sim, de toda a população brasileira, principalmente os mais vulneráveis e a classe média”, manifestou a Abrava, em nota.

Em vídeo nas redes sociais, o presidente da associação reforçou o tom de protesto. Wallace Landim, conhecido como Chorão, disse que o reajuste vai impactar nos ganhos dos caminhoneiros.

“Não podemos ficar quietos, eu conheço e sei quanto vai impactar na mesa do trabalhador no final”, comentou Chorão.

“Na última fala do presidente (Jair Bolsonaro), ele começou a entender que precisa realmente mexer no preço da paridade da importação. Uma estatal que teve um aumento de lucro de 3.400% no trimestre.”

Leia também: “Já passou da hora de privatizar a Petrobras”, texto de Salim Mattar publicado na edição 108 da Revista Oeste.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

6 comentários Ver comentários

  1. Quais caminhoneiros:
    Chorão do Danones do Avante candidato a presidente com 0,5% de votos nas pesquisas?
    Ou caminhoneiro Dedeco e apoiador de Moro.
    Seria bom vocês verem em quais partidos estão filiados esses caminhoneiros.

  2. O preço médio do diesel na Europa é de 1,932 euros x 5,40 = R$ 10,43/litro
    O preço do diesel nos EEUU é de US$ 5,55/galão x 5,13/2,736 = R$ 10,40/litro
    O preço do diesel no Chile é de peso chileno $ 809,18/litro*0,0059= R$ 4,77/litro, então concluímos que nos países ditos desenvolvidos o preço está equilibrado em R$ 10,40/litro mas em um país com poder aquisitivo semelhante ao nosso (Chile) está em R$ 4,77/litro, até acima do preço já reajustado de R$ 4,42/litro. Então, estão reclamando do que?

  3. Os caminhoneiros não sabem que a PPI é aplicada pelo negocio agropecuário e não compram nos supermercados a garrafa de 900 ml de óleo de SOJA que custava em 2019 R$2,60 e atualmente R$9,50? Nem o pacote de 500 g. de CAFÉ em pó que custava R$7,50 e atualmente R$19,50? E a CARNE, MILHO, AÇUCAR, ALCOOL, etc.etc.?
    Sabem também que o valor atual do ICMS sobre o diesel é R$0,79 por lt. e os generosos governadores vão tabelar em R$1,00 por lt.? Sabem também que o DIESEL vendido nas bombas tem 90% de diesel Petrobras e 10% biodiesel dos Usineiros? Sabem que a Petrobras recebe pelos 90% R$4,42 (com aumento) e o Usineiro recebe pelos 10% R$0,69, logo o preço por lt. do diesel cobrado pela Petrobras é R$4,42/0,90=R$4,91 e o do biodiesel cobrado pelo Usineiro é R$0,69/0,10=R$6,90?
    Por que não cobram com o mesmo rigor os governadores e usineiros? Ou vamos deixar a Petrobras novamente nas mãos de políticos?

  4. Para quem só tem o martelo na mão, tudo é prego. Sindicalistas só sabem chorar. Alguma proposta minimamente razoável que traga competições de ao mercado? Não falam em redução de impostos, não falam em trazer refinarias, …. Não, não. Tudo se resume a controle de preços e desabastecimento. Como ficarão vocês quando os combustíveis acabarem nos postos? Como ficarão quando os postos independentes ficarem sem combustível porque não conseguem importar combustível?

  5. Nenhuma greve no momento ajudará a baixar o preço Internacional do Petróleo, isso
    infelizmente vivemos tempos sombrios com essa Guerra louca, irá somente piorar as
    coisas, com uma crise de desabastecimento no País,

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.