China reduz taxa de juros para enfrentar estagnação da covid-19

Medida econômica vale para empréstimos a longo prazo e tem a finalidade de aquecer o combalido mercado imobiliário
-Publicidade-
Política rígida contra covid-19 atingiu em cheio a atividade econômica chinesa
Política rígida contra covid-19 atingiu em cheio a atividade econômica chinesa | Foto: Divulgação/Chinatopix

A China anunciou nesta sexta-feira, 20, a redução da taxa de juros de referência para empréstimos de longo prazo, de 4,60% para 4,45%. A medida tem como principal finalidade esquentar a atividade econômica do país, em momento de estagnação, em razão da crise de covid-19.

A medida implementada pelo Banco do Povo da China vale para empréstimos de cinco ou mais anos de duração. Já a taxa para negócios de curto prazo permaneceu com juros de 3,7%.

A expectativa é que a redução dos juros estimule principalmente o mercado imobiliário da China, um dos que mais vêm sofrendo com a estagnação econômica.

-Publicidade-

Os prolongados confinamentos no país afetaram setores estratégicos da economia, comprometeram a cadeia de abastecimento e desaceleraram a indústria na última grande economia do mundo, que mantém a estratégia de tolerância zero com a pandemia.

Mercado imobiliário

Na segunda-feira 16, a China anunciou indicadores pessimistas sobre a atividade econômica do país neste ano, estendendo preocupação a parceiros internacionais que dependem do vigor chinês.

Segundo o Escritório Nacional de Estatísticas, as vendas de moradias na China sofreram queda anual de 32,2% no primeiro quadrimestre de 2022. O resultado mostrou piora em relação ao declínio de 25,6% observado no primeiro trimestre.

As construções iniciadas — considerando-se tanto residências como propriedades comerciais — recuaram 26,3% no primeiro quadrimestre, na comparação com o mesmo período do ano passado. No primeiro trimestre, a redução havia sido menor, de 17,5%.

Leia também: A insanidade da ‘covid zero’ na China, reportagem de Cristyan Costa na edição 112 da Revista Oeste.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.