-Publicidade-

Conselho vota hoje venda de ativo da Petrobras por R$ 1,65 bilhão

Presidente da estatal articula-se para repassar à iniciativa privada refinaria localizada na Bahia
A negociação vai ajudar a manter os preços dos combustíveis alinhados aos do mercado internacional
A negociação vai ajudar a manter os preços dos combustíveis alinhados aos do mercado internacional | Foto: Divulgação/Agência Brasil

O presidente da Petrobras, Roberto Castello Branco, articula-se para que o conselho da estatal aprove nesta quarta-feira, 24, a venda da refinaria Landulpho Alves (RLAM), localizada na Bahia. O ativo deve ser repassado ao fundo de investimento árabe Mubadala por R$ 1,65 bilhão. A RLAM é a primeira, de um grupo de oito refinarias, a ser desestatizada. A negociação vai ajudar a manter os preços dos combustíveis alinhados aos do mercado internacional, conforme a diretoria da empresa brasileira. É a última tratativa feita por Castello, que deixará a companhia pública em 12 de abril — ele será substituído pelo general Joaquim Silva e Luna, nome já aprovado pelo comitê da petroleira. Enquanto segue na liderança da Petrobras, Castello mantém as diretrizes que darão fim ao monopólio da estatal no refino, sobretudo nas regiões Norte, Nordeste e Sul do país.

Leia também: “Para que serve a Petrobras?”, artigo de J.R. Guzzo publicado na Edição 49 da Revista Oeste

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

4 comentários

  1. Se nesse Conselho existem traidores da Pátria, acontecerá como na Ferrogrão. Não se vende ativos sa Petrobrás. Doar-se aos amigos chineses em breve, como se fez nos governos petralhas.
    O poder oficialmente aparelhado, combina com as orcrims, leia-se Psol, PT e telhados como PCoB, e numa trama sórdida com o MP e STF partes cooptadas, impedem-nos de desfazer-se o nó Gorgio combinado na Revolução comunista de 1.988.

  2. Apesar das péssimas notícias que bombardeiam os brasileiros diariamente, ainda temos algo que nos dá esperança de dias melhores. Privatiza tudo.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.