Contas públicas alcançam superávit recorde de R$ 58 bi para meses de janeiro

É o que informa o Banco Central
-Publicidade-
O superávit primário é registrado quando as receitas de impostos e contribuições do governo são maiores que as despesas
O superávit primário é registrado quando as receitas de impostos e contribuições do governo são maiores que as despesas | Foto: Cadu Rolim/FotoArena/Estadão Conteúdo

As contas do setor público consolidado registraram superávit primário de R$ 58,3 bilhões em janeiro, informou o Banco Central nesta sexta-feira, 26. Os dados englobam as contas do governo federal, Estados, municípios e empresas estatais. O superávit primário é registrado quando as receitas de impostos e contribuições do governo são maiores que as despesas. A conta não inclui, porém, os gastos com o pagamento dos juros da dívida pública. De acordo com a instituição, esse foi o melhor resultado para meses de janeiro desde o início da série histórica do Banco Central, em dezembro de 2001. Segundo dados oficiais, esse também foi o primeiro resultado positivo desde outubro do ano passado, ou seja, em três meses. A melhora nas contas públicas está relacionada à arrecadação de tributos, que embora tenha caído 1,5% na comparação com janeiro do ano passado, apresentou bom desempenho na comparação com anos anteriores. Além disso, como o orçamento deste ano ainda não foi aprovado, o ritmo de gastos públicos também está mais lento do que o usual neste começo de ano. As informações são do G1.

Leia também: “Bolsonaro sanciona autonomia do Banco Central”

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.