Coronavírus: 39% dos patrões dispensaram diaristas, que estão sem receber

Mais um reflexo do coronavírus: 39% das pessoas que empregam diaristas abriram mão do serviço, e estas profissionais estão sem receber. O dado é de uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva entre os dias 14 e 15 de abril e que será divulgada nesta semana.
-Publicidade-
Foto: Site Instituto Doméstica Legal
Foto: Site Instituto Doméstica Legal

Dados indicam que o isolamento social não é viável para uma parcela expressiva das domésticas: muitas estão sem renda e outras, trabalhando normalmente

Foto: Site Instituto Doméstica Legal
-Publicidade-

Mais um reflexo do coronavírus: 39% das pessoas que empregam diaristas abriram mão do serviço, e estas profissionais estão sem receber.

O dado é de uma pesquisa realizada pelo Instituto Locomotiva entre os dias 14 e 15 de abril e que será divulgada nesta semana.

Segundo a BBC Brasil, o percentual é ainda maior entre os entrevistados das classes A e B. Nesse grupo, a dispensa sem pagamento é de 45%.

Já 39% dos patrões de diaristas e 48% dos de mensalistas declararam que suas funcionárias estão em casa, mas recebendo o pagamento normalmente.

A pesquisa indica ainda que 23% dos empregadores de diaristas e 39% dos de mensalistas afirmaram que elas continuam trabalhando, mesmo durante o período de confinamento.

Os dados indicam que, para uma parcela expressiva da população, o isolamento social acarreta perda de renda ou não é possível porque, para conseguir se sustentar, é necessário trabalhar diariamente.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

3 comentários

  1. Sinceramente, achei que seria pior. Certamente quem dispensou sem continuar pagando deve estar concentrado naquele grupo de sádicos que protestou em frente ao Hospital das Clínicas em São Paulo. Pois só pessoas desse nível têm a insensibilidade de não ser solidário. Nas favelas essa solidariedade é comovente, como pessoas que têm tão pouco têm tanto para dar.
    Nossa “elite” reflete o que os nossos políticos são.

  2. Essa reportagem está estranha pois fala na manchete que 39% dos patroes dispensaram as diaristas que estão sem receber. Porém no texto fala “Já 39% dos patrões de diaristas e 48% dos de mensalistas declararam que suas funcionárias estão em casa, mas recebendo o pagamento normalmente.”

  3. São pessoas mesquinhas que deixaram de pagar as diaristas. Quando as coisas se normalizarem tomara que recusem a volta e encontrem outras residências para o trabalho. Conheço pessoas dessa classe que fizeram isso. Pura malvadez.

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site