-Publicidade-

Criticado, Doria abre crédito de R$ 100 milhões ao comércio

Governo paulista também zerou Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para o leite e o reduziu para a carne, de 13,3% para 7%
João Doria e Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo
João Doria e Patrícia Ellen, secretária de Desenvolvimento Econômico de São Paulo | Foto: Roberto Casimiro/Estadão Conteúdo

Acuado após receber críticas de setores do comércio duramente afetados pelas restrições impostas durante a pandemia de covid-19, o governador de São Paulo, João Doria, anunciou nesta quarta-feira, 17, um “pacotão” de medidas econômicas. Entre elas, está a abertura de uma linha de crédito de R$ 100 milhões.

Além disso, o governo paulista zerou o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para o leite e o reduziu para a carne (de 13,3% para 7%). A medida é direcionada aos pequenos estabelecimentos, como açougues.

Leia também: “Doria não descarta lockdown em SP se números da covid-19 não melhorarem”

No início do ano, a gestão Doria havia revogado os benefícios fiscais desses alimentos, fazendo o caminho inverso e aumentando a alíquota de 7% para 13,3%. As alterações entram em vigor a partir de 1º de abril.

Em relação ao crédito de R$ 100 milhões, serão R$ 50 milhões a juros baixos e com carência estendida para bares e restaurantes e outros R$ 50 milhões direcionados a academias, salões de beleza, barbearias, entre outros estabelecimentos.

Leia mais: “SP antecipa vacinação de idosos entre 72 e 74 anos”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.