-Publicidade-

Desemprego fica em 14,2% no trimestre encerrado em janeiro, aponta IBGE

Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad) mostra ligeira alta em relação ao período de três meses terminado em dezembro
Segundo o IBGE, 14,3 milhões de pessoas estavam desempregadas no Brasil no fim de janeiro deste ano
Segundo o IBGE, 14,3 milhões de pessoas estavam desempregadas no Brasil no fim de janeiro deste ano | Foto: Gabriel Jabur / Agência Brasília

Dados divulgados nesta quarta-feira, 31, pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) mostram que o índice de desemprego no país fechou o trimestre encerrado em janeiro deste ano em 14,2%. Segundo o órgão, o total de brasileiros desempregados foi de 14,3 milhões.

Em relação ao levantamento anterior da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios Contínua (Pnad), houve uma ligeira alta. No período de três meses encerrado em dezembro do ano passado, a taxa de desemprego era de 13,9% (13,9 milhões de pessoas).

Leia também: “Brasil gera 401 mil empregos com carteira assinada e tem melhor fevereiro em 30 anos”

O contingente de pessoas ocupadas no Brasil registrou alta de 2%, chegando a 86 milhões — trata-se da maior expansão já verificada para um trimestre terminado em janeiro. “Esse crescimento ainda tem influência do fim de ano, já que novembro e dezembro foram meses de crescimentos importantes”, comentou a analista da pesquisa, Adriana Beringuy.

Leia também: “Após redução de valor para Censo, presidente do IBGE pede demissão”

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

  1. Com toda a dificuldade, com muito calhorda atrapalhando, não tem como dar errado.
    Apesar desse globalismo estúpido que nos ronda, por culpa exclusiva dos incompetentes que “tentaram” administração esta Nação e nisto se apegam para sobreviverem, e só conseguiram mostrar o gosto pelo adverso, pelas práticas ruíns, seremos em breve uma das maiores potências mundiais.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.