Dólar vai a R$ 5,67 depois de declaração de Paulo Guedes

Ministro da Economia cogitou pedir 'licença' de R$ 30 bilhões para furar o teto de gastos por causa do Auxílio Brasil
-Publicidade-
Declarações de Paulo Guedes trouxeram preocupação ao mercado
Declarações de Paulo Guedes trouxeram preocupação ao mercado | Foto: Andre Melo Andrade/Imaggini/Estadão Conteúdo

Declarações do ministro da Economia, Paulo Guedes, sobre uma possível “licença” de R$ 30 bilhões ou uma antecipação da revisão do teto de gastos, prevista para 2026, fizeram o mercado entrar em ebulição nesta quinta-feira, 21. Desde as primeiras horas do dia, o dólar vem operando em forte alta, em meio a um temor generalizado de que o Auxílio Brasil — novo programa social do governo, sucessor do Bolsa Família — acabe comprometendo as metas fiscais.

Logo na abertura do pregão de hoje, o dólar chegou à máxima de R$ 5,67, uma alta de 2% em relação ao fechamento do dia anterior. Por volta das 14 horas, a moeda norte-americana era negociada a R$ 5,64, uma valorização de 1,5%. O dólar turismo, por sua vez, era vendido na faixa de R$ 5,86. Nas casas de câmbio, o valor já ultrapassa os R$ 6,20 nas compras da moeda em cartão pré-pago.

-Publicidade-

O Ibovespa, principal índice da bolsa de valores brasileira, registra queda neste início de tarde. Também às 14 horas, o indicador recuava mais de 2,3%, atingindo a mínima de 108 mil pontos.

Ontem, o dólar fechou a sessão em queda de 0,5%, cotado a R$ 5,56 na venda. Já o Ibovespa encerrou a quarta-feira 20 com leve alta de 0,1%, próximo dos 111 mil pontos.

Na quarta-feira, Guedes disse que o governo federal cogita pedir um “waiver”, uma espécie de “licença” de R$ 30 bilhões para o teto de gastos, de forma que seja possível gastar com o Auxílio Brasil. De acordo com o ministro da Economia, seria uma “licença para gastar essa camada temporária de proteção dos mais frágeis”, o que atenuaria “o impacto socioeconômico da pandemia”.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

7 comentários Ver comentários

  1. Eu não concordo com essas bolsas e auxílios eternos! Cada família em estado vulnerável até poderia receber um auxílio, mas por tempo determinado.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.