Economia de mercado proporciona dignidade às pessoas

É o que argumenta Ubiratan Jorge Iorio, em artigo publicado na Edição 53 da Revista Oeste
-Publicidade-
O capitalismo trouxe prosperidade para milhões de pessoas espalhadas pelo mundo
O capitalismo trouxe prosperidade para milhões de pessoas espalhadas pelo mundo | Foto: Reprodução/Flickr

Em artigo publicado na Edição 53 da Revista Oeste, o colunista Ubiratan Jorge Iorio demonstra como a economia de mercado proporcionou melhoria na qualidade de vida de milhões de pessoas.

Leia um trecho:

-Publicidade-

“São contumazes, sempre que se aponta o desempenho econômico sofrível das sociedades que se afastaram da economia de mercado, as tentativas de contrapor-se a esse fato — que a História mostrou ser irrefutável —, desviando o assunto para o campo da ética, como se economia e ética, transações voluntárias e princípios morais, liberdade e respeito ao próximo fossem, além de separáveis, mutuamente excludentes. A lábia é que no sistema de livre mercado os indivíduos somente se preocupariam em tirar vantagens dos outros, sem compromissos com as diferenças entre certo e errado, moral e imoral, interesse privado e ‘consciência social’.

Essas argumentações são falaciosas, porque a superioridade da economia de mercado, da liberdade econômica e dos mercados livres sobre os arranjos econômicos que operam debaixo da intervenção de governos não se limita aos resultados econômicos: é válida também no campo moral. A relutância por parte de muitas pessoas em aceitar as vantagens éticas e morais do livre mercado é, em boa parte, fruto de uma comparação subliminar e sem pé nem cabeça entre defeitos supostamente crônicos de mercados reais e qualidades supostamente ideais de governos e, obviamente, de uma doutrinação competentemente conduzida pelos defensores do intervencionismo, de todos os matizes.”

Gostou? Dê uma lida no conteúdo abaixo.

Revista Oeste

A Edição 53 da Revista Oeste vai além da coluna de Ubiratan Jorge Iorio sobre os benefícios do livre mercado. A publicação digital conta com reportagens especiais e artigos de J. R. Guzzo, Augusto Nunes, Guilherme Fiuza, Ana Paula Henkel, Silvio Navarro, Rodrigo Constantino e Dagomir Marquezi.

Startup de jornalismo on-line, a Revista Oeste está no ar desde março de 2020. Sem aceitar anúncios de órgãos públicos, o projeto é financiado diretamente por seus assinantes. Para fazer parte da comunidade que apoia a publicação digital que defende a liberdade e o liberalismo econômico, basta clicar aqui, escolher o plano e seguir os passos indicados.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.