Economia publica resolução que abre caminho para privatizar gestora do pré-sal

Iniciam-se as análises referentes à venda da PPSA e de seus ativos
-Publicidade-
O ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida (esq), e o ministro da Economia, Paulo Guedes (dir), durante entrevista coletiva para falar sobre pedidos de estudos que buscam a privatização da Petrobras e da PPSA - 12/05/2022 | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil
O ministro de Minas e Energia, Adolfo Sachsida (esq), e o ministro da Economia, Paulo Guedes (dir), durante entrevista coletiva para falar sobre pedidos de estudos que buscam a privatização da Petrobras e da PPSA - 12/05/2022 | Foto: Marcelo Camargo/Agência Brasil

Os ministros da Economia, Paulo Guedes, e de Minas e Energia (MME), Adolfo Sachsida, publicaram nesta sexta-feira, 13, uma resolução que recomenda o início dos estudos para privatizar a companhia gestora do pré-sal (PPSA).

A partir de agora, começam as análises referentes à venda da empresa e de seus ativos. A iniciativa ocorreu dois dias depois de Sachsida entregar a Guedes o pedido para o começo dessas avaliações, além do da Petrobras.

O anúncio das análises para as desestatizações foi o primeiro ato de Sachsida como ministro. “Espero que, no período mais rápido, tenhamos essa resolução pronta”, disse. “É a libertação do povo brasileiro contra os monopólios.”

-Publicidade-

Após a declaração do recém-empossado ministro de Minas e Energia, Guedes disse que os estudos podem ser definidos de forma individual, dando sequência às avaliações sobre a PPSA primeiro e, depois, para a Petrobrás.

Gestora do pré-sal

Criada em 2013 durante o primeiro mandato da presidente Dilma Rousseff, a PPSA é vinculada ao MME. A empresa administra contratos de partilha de produção e comercialização de petróleo e de gás natural celebrados pela pasta.

Leia também: “O governo faz uma reforma administrativa silenciosa”, entrevista com Adolfo Sachsida publicada na Edição 112 da Revista Oeste

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.