-Publicidade-

Empresas do varejo crescem no ‘e-commerce’

Magazine Luiza e Via Varejo se destacam no comércio online
Foto: REPRODUÇÃO
Foto: REPRODUÇÃO | magazine luiza - varejo - e-commerce

Magazine Luiza e Via Varejo tiveram de fechar lojas, mas se destacaram no comércio on-line durante a pandemia

magazine luiza - varejo - e-commerce
Foto: REPRODUÇÃO

Reconhecidas pelas lojas físicas espalhadas Brasil afora, Magazine Luiza e Via Varejo passaram a ver o crescimento de seus indicadores ligados ao comércio eletrônico desde que o país foi atingido pela pandemia do vírus chinês. Dessa forma, o e-commerce das duas companhias avolumou-se no decorrer dos últimos meses.

Leia mais: “Huawei é ‘braço do Estado de vigilância’ da China, diz Pompeo”

Magazine Luiza

O Magazine Luiza, por exemplo, anunciou hoje os resultados financeiros relativos ao segundo trimestre de 2020. A companhia ressalta que as regras de confinamento impostas por autoridades deixaram lojas fechadas por determinados períodos, mas a medida ajudou o e-commerce a registrar “taxas históricas de crescimento das vendas”.

Sem detalhar os valores absolutos, a equipe de comunicação do Magazine Luiza afirma que a operação digital avançou 182% no comparativo com o segundo trimestre de 2019. O núcleo digital é composto de site, aplicativo e marketplace próprios (Magalu) e das marcas Netshoes, Zattini, Época Cosméticos e Estante Virtual.

Via Varejo

Concorrente direta do Magazine Luiza, a Via Varejo também cresceu no e-commerce durante o segundo trimestre. No período, a divisão foi responsável pelo faturamento R$ 5,081 bilhões. A saber: o montante representa aumento de 280% no comparativo com o mesmo período de 2019. O resultado foi divulgado na última semana.

“A estabilidade das ferramentas no canal on-line (sites e aplicativos), a introdução de muitas melhorias na experiência do cliente e o sucesso das iniciativas de marketing foram cruciais para um excelente resultado. Nosso 1P (venda direta) cresceu 311% no período em relação ao segundo trimestre de 2019”, afirmou a companhia responsável pelas operações de Casas Bahia e Ponto Frio.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês