-Publicidade-

Empreendedores devem se beneficiar com a redução da taxa de juros

É o que afirma fundador de fintech sobre a mais recente baixa da Selic
Foto: MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL
Foto: MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL | selic - pequenos e médios empreendedores

É o que afirma fundador de fintech sobre a mais recente baixa da Selic

selic - pequenos e médios empreendedores
Foto: MARCELLO CASAL JR./AGÊNCIA BRASIL

Pequenos e médios empreendedores podem formar grupos de beneficiados pela mais recente redução da taxa básica de juros da economia brasileira. Com a Selic indo de 2,25% a 2%, conforme definido ontem pelo Comitê de Política Monetária (Copom), tomadores de crédito aparecem nessa lista, afirma o CEO da Vallus Capital, Caio Mastrodomenico.

Leia mais: “Quais os impactos da nova redução da Selic?”

À frente da fintech fundada no ano passado, Mastrodomenico indica que setor de PMEs tende a ver como positiva a redução. “A baixa da Selic pode beneficiar alguns tomadores de crédito, como pequenos e médios empreendedores, que estão entre os beneficiários do governo no programa Pronampe [Programa Nacional de Apoio às Microempresas e Empresas de Pequeno Porte]“, analisa.

“Possam se recuperar da crise financeira”

Sobre o Pronampe, o empreendedor ressalta que a linha de crédito, que é atrelada à Selic, “teve um novo aporte bilionário anunciado semana passada pelo governo”. Ação que, de acordo com ele, permitirá que as pequenas e médias empresas “possam se recuperar da crise financeira em decorrência do novo coronavírus”. E isso será muito importante para o país, destaca o CEO da Vallus Capital. Afinal, as PMEs são responsáveis por cerca de 70% dos empregos do país”.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês