Evergrande não quita dívida de US$ 83,5 mi dentro do prazo

Se débito não for pago em 30 dias, a segunda maior empresa imobiliária da China terá falência decretada
-Publicidade-
Prédio-sede da Evergrande em Guangzhou, no sul da China | Foto: Reprodução/AF
Prédio-sede da Evergrande em Guangzhou, no sul da China | Foto: Reprodução/AF

O prazo para o pagamento de US$ 83,5 milhões em dívida da China Evergrande Group venceu ontem, quinta-feira 23. A empresa não quitou as pendências com seus credores nem entrou em contato com eles, segundo a agência de notícias Reuters. Agora, a companhia chinesa terá até 30 dias para pagar os juros, caso contrário será considerada inadimplente.

Leia mais: “Do setor imobiliário ao futebol: quem é a Evergrande, a empresa que deixou investidores em pânico”

A Evergrande é a segunda maior incorporadora imobiliária do país asiático e emprega mais de 200 mil pessoas. A possível falência da empresa já é esperada pelo governo chinês, que prevê um colapso no mercado de trabalho e imobiliário. Além disso, o efeito cascata pode chegar a outros países, por isso o mercado financeiro global acompanha com cautela os desdobramentos do assunto.

-Publicidade-

Leia também: “O jogo do gigante”, reportagem de Cristyan Costa publicada na Edição 58 da Revista Oeste

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.