Ex-Yellow funda startup para vender patinetes elétricos por até R$ 7,5 mil

Empresário aposta no mercado da micromobilidade, com transportes alternativos
-Publicidade-
A companhia terá dois tipos de patinetes
A companhia terá dois tipos de patinetes | Foto: James Cage/Flickr

A Davinci, startup criada pelo ex-sócio da Yellow, busca criar um novo mercado no Brasil. A ideia é vender patinetes elétricos, diretamente para o consumidor, a partir de setembro deste ano, por até R$ 7,5 mil. Conforme o CEO da empresa, Eduardo Musa, o pós-pandemia não irá incluir o compartilhamento de veículos nas ruas através de aplicativos, como era comum até 2020, e que será retomada a discussão sobre micromobilidade, com transportes alternativos.

A companhia terá dois tipos de patinetes, o modelo de entrada DV1 (R$ 5,5 mil) e o top de linha DV2 (R$ 7,5 mil). O primeiro tem autonomia para cerca de 25 quilômetros (km) percorridos, enquanto o segundo aguenta 35 km (os valores podem variar dado o peso do motorista, a aceleração usada e a topografia da região) e traz outros diferenciais, como suspensão. Musa deixou a Yellow pouco antes de a startup se unir com a mexicana Grin, em 2020.

Leia também: “O Brasil virou fábrica de fintechs”, reportagem de Dagomir Marquezi publicada na Edição 62 da Revista Oeste

-Publicidade-

Com informações do Estadão Conteúdo

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Meios de pagamento
Site seguro