Faltam produtos nas prateleiras dos supermercados de São Paulo

Com o medo causado pelo coronavírus, o que levou a muitas pessoas a estocarem comida e itens de higiene, os supermercados da capital paulista estão enfrentando falta de produtos.
-Publicidade-
Foto: Agência Brasil
Foto: Agência Brasil

Para a Associação Paulista dos Supermercados, a situação é pontual e logo haverá reposição

Com o medo causado pelo coronavírus, o que levou muitas pessoas a estocar comida e itens de higiene, os supermercados da capital paulista estão enfrentando falta de produtos.

-Publicidade-

Para quem tenta comprar pela internet, a escassez é perceptível. Por meio de nota, o Pão de Açúcar afirmou que alguns produtos não estão em estoque e a entrega pode demorar. Caso alguém faça um pedido hoje, quinta-feira 19, a entrega só se dará no dia 27.

Imagem para os clientes divulgada pelo Pão de Açúcar
Foto: Divulgação / Pão de Açúcar

Segundo a Associação Paulista dos Supermercados (Apas), o número de vendas cresceu 34% na terça-feira 17 em relação ao do dia 17 do mês passado. A entidade afirma que os fornecedores estão fazendo as entregas normalmente e não existe risco de desabastecimento.

Para a Apas, o que ocorre é uma falta pontual de alguns produtos e pede aos clientes que evitem estoques e mantenham um consumo consciente.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

1 comentário Ver comentários

  1. Depois de tentar repetidas vezes durante todo o dia de ontem (18), acordei de madrugada para conseguir completar um pedido online no supermercado Mambo. Álcool e ovos estavam em falta. Água mineral estava sendo vendida sob limite máximo por cliente. Num intervalo de 12 horas, vários produtos sofreram aumentos entre 10% e 15% (sabonetes antibacteriano, queijo, presunto, frango…), pelo menos no Mambo.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.