Governador do Rio Grande do Sul restringe vendas em supermercados

Apenas alimentos, produtos de higiene e de limpeza podem continuar sendo comercializados 'in loco'
-Publicidade-
Itens comuns não podem mais ser vendidos 'in loco'
Itens comuns não podem mais ser vendidos 'in loco' | Foto: Reprodução/Redes Sociais

O governador do Rio Grande do Sul, Eduardo Leite (PSDB), restringiu a venda de produtos considerados “não essenciais” pelos agentes estaduais dentro de estabelecimentos comerciais. A medida foi anunciada na sexta-feira, 5, e obriga os lojistas em todo o Estado, incluindo os donos de supermercados, a retirarem das prateleiras itens comuns. Apenas alimentos, produtos de higiene e de limpeza podem continuar sendo comercializados in loco — a comercialização dos demais somente pode ser feita por tele-entrega.

“Nossa intenção é reduzir a circulação de pessoas nos supermercados, para que elas se dirijam a esses estabelecimentos apenas para comprar itens essenciais”, afirmou o governador. “Itens de higiene, limpeza e alimentação. Assim, reduzimos a circulação, a entrada e a permanência nesses estabelecimentos”.

Os comerciantes que não cumprirem as determinações poderão ser multados com valores que variam entre R$ 2 mil e 1,5 milhões — e ainda correm o risco de ter suas autorizações de funcionamento canceladas.

-Publicidade-

Através do Twitter, a deputada Bia Kicis alertou sobre a medida que ela classificou como “ultrajante”.

Leia também: “Governo do RS determina multa de R$ 4 mil para quem recusar o uso de máscara”

 

Telegram
-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

9 comentários

  1. Chegou-se à excrescência final da ditadura e imbecilidade desses governadores incompetentes e corruptos.
    Tiveram quase um ano para se prepara. Mas não preferiram deixar a lição das férias para o ultimo dia…além de dizer o que se pode ou não fazer, também mandam sobre o que se pode vender ou não. O povo…coitado de nós, como tentar se manifestar contrário à forças políticas e policiais?
    Enquanto a polícia prende e bate no cidadão que descumpre essa ditadura do lockdown, as bocas de fumo continuam com o funcionamento normalizado, deve ser serviço essencial também, afinal nunca foram obrigados a parar…

  2. Esse ditador categoria “dente de leite” agora é quem decide o que a população gaúcha pode adquirir no Supermercado? O que a pessoa deseja comprar não interessa. A liberdade do povo sumiu, ninguém sabe ninguém viu.

  3. 15 dias de lockdown pra preparar o SUS. 1 ano depois governadores tiranetes querem combater o covid proibindo a compra de produtos no mercado. Ciência. Foco. Disciplina.

  4. O Ministério Público é o fiscal da lei!!! Age em nome da sociedade, dos cidadãos, para defender seus valores sociais e individuais indisponíveis. O que o Ministério Público de cada Estado está fazendo que não toma as rédeas de sua competência e apresenta denúncia ao Poder Judiciário ???!!! Juntamente com a Advocacia Geral da União, da Advocacia e da Defensoria Pública, o Ministério Público exerce FUNÇÕES ESSENCIAIS À JUSTIÇA!!! Tem independência constitucional para exercer suas atribuições !!! Era só o que estava faltando um cidadão contribuinte não poder adquirir no mercado os produtos que deseja!!! Os produtos que o governante semi deus entende não essenciais deverão ser objeto de entrega. Então pergunta-se: o supermercado vai ter contingente de entregadores??? se não tiver vai ter que contratar??? quem vai pagar os respectivos encargos e salários ??? vão entregar em qualquer localidade??? quanto tempo vai demorar cada entrega e o consumidor vai ser obrigado a esperar??? Até o Conselheiro Acácio está boquiaberto!!!

  5. Eduardo Leite, tente acordar desse delírio.
    Caso contrário, sua condição de tiranete será elevada à condição de incapaz.
    De onde saiu esse absurdo, rapaz?

  6. Agora o Estado me diz o que devo comprar??? E pensar que os gaúchos já tiveram tanto orgulho de seu passado combativo.

  7. Meu é o seguinte o comunismo está começando a ser implantado nesse país e infelizmente com a ajuda dessa mídia escrota que esconde as verdades e divulga fake news idiotizando ainda mais quem procura essa fontes.
    Agora está explicado porque o STF junto com o CN tiraram o poder do presidente Jair Bolsonaro sobre o combate ao Covid19.

  8. Pior é que existe uma significativa parcela da população, devidamente “idiotizada”, que concorda com “isso”.
    É uma excrecência!!!

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site