Governo promove o maior leilão do setor aeroportuário

Ministério da Infraestrutura espera obter R$ 6,1 bilhões em investimentos com o repasse de 22 ativos à iniciativa privada
-Publicidade-
Os aeroportos serão divididos em blocos Sul, Norte e Central
Os aeroportos serão divididos em blocos Sul, Norte e Central | Foto: Divulgação/Agência Brasil

O Ministério da Infraestrutura vai leiloar 22 aeroportos divididos em três blocos para alavancar a economia. Trata-se do maior certame do setor em número de ativos. Segundo o secretário nacional de Aviação Civil da pasta, Ronei Glanzmann, a expectativa é a de que a União arrecade mais de R$ 6,1 bilhões em investimentos. Na quarta-feira 7, devem apresentar ofertas por ao menos um dos três lotes tanto grandes grupos que já administram aeroportos no Brasil — caso de Aena, Vinci, CCR, Inframérica e Socicam — quanto interessados em entrar na área, como a gestora de fundos Pátria e a operadora francesa ADP.

Unidades

-Publicidade-

Os aeroportos serão divididos em blocos Sul, Norte e Central. O Sul é formado por nove aeroportos, puxado por Curitiba. Sete compõem o bloco Norte, incluindo Manaus, Porto Velho, Boa Vista e Rio Branco. E outros seis formam o bloco Central, entre eles Goiânia, Palmas, São Luís e Teresina.

Leia também: “A moralidade dos mercados”, artigo de Ubiratan Jorge Iorio publicado na Edição 53 da Revista Oeste

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.
-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.