Governo quer injetar 25 bilhões em trabalhadores informais

Fundos de bancos públicos e privados podem financiar o crédito
-Publicidade-
O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni | Foto: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL
O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni | Foto: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL | O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni | Foto: FERNANDO FRAZÃO/AGÊNCIA BRASIL

Fundos de bancos públicos e privados podem financiar o crédito

ministro da cidadania
O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni | Foto: Fernando Frazão/Agência Brasil
-Publicidade-

Com o fim do auxílio emergencial, o governo pretende criar um programa de microcrédito para injetar R$ 25 bilhões em trabalhadores informais. As linhas de financiamento devem girar entre R$ 1,5 mil e R$ 5 mil. O ministro da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e o presidente do Banco Central, Roberto Campos Neto, já começaram a discutir o assunto nesta semana.

Leia também: Prévia do PIB sobe 9,47% no 3° trimestre, aponta BC

A apuração do Estadão/Broadcast aponta que a Caixa Econômica Federal tem condições de arcar com R$ 10 bilhões para a nova linha de crédito. Várias medidas estão em discussão para conseguir o valor restante. Uma delas é o aumento dos depósitos compulsórios — quantias que as instituições bancárias são obrigadas a manter como caução junto ao Banco Central — que o governo poderia direcionar para financiar o projeto.

Com esses valores, o novo programa equivaleria a cerca de 20% do volume de recursos emprestados desde o começo da pandemia a empreendedores de todos os tamanhos; do microempreendedor até as grandes corporações. Os empréstimos viabilizados pelo governo já somam cerca de R$ 125,6 bilhões, segundo a monitoria feita pelo Emprestômetro do Sebrae.

Telegram
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

2 comments

  1. Tem que explicar quem são esses “trabalhadores informais” prá mídia perversa, pois o desemprego conjuntural não mais fornecerá os números “premeditados” que diariamente seus jornalistas, nos quais foram colocadas “viseiras” anunciam.
    O Brasil tá bombando. Ou não?

Envie um comentário

-Publicidade-
Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Payment methods
Security site
Gostou da Leitura?

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Payment methods
Security site