-Publicidade-

Ibovespa cai após recordes seguidos

Índice recuou 1,14% no comparativo com o fechamento de 8 de janeiro
Ibovespa: queda após recordes consecutivos
Ibovespa: queda após recordes consecutivos | Foto: Divulgação

O Ibovespa iniciou a semana em queda. Depois de sequência de altas e recordes, em que renovou a sua máxima histórica na última semana, o principal índice da bolsa de valores caiu 1,46% nesta segunda-feira, 11 — no comparativo com o número registrado no fim do pregão da última sexta-feira, 8. Assim, o índice da B3 acabou o dia com 123.255 pontos.

Leia mais: “Saída da Ford deve servir de alerta, lamenta Fiesp”

Como vem ocorrendo nos últimos tempos, a mineradora Vale e a petrolífera Petrobras apareceram no topo de companhias mais negociadas na B3. Assim, como o Ibovespa de forma geral, as ações das duas empresas caíram em relação ao último pregão da semana passada. A primeira fechou a segunda-feira com recuo praticamente mínimo: -0,02%, com cada ação valendo R$ 101,98. Cotada a R$ 30,86, a ação da Petrobras caiu 0,84%.

Envolvido em negociação de fusão com a sua hoje concorrente Hapvida, o Grupo Intermédica Notredame foi a terceira companhia do dia no ranking de ações mais negociadas na B3. O valor de mercado dela, contudo, registrou alta. No fim do dia, cada papel da empresa de plano de saúde foi vendido a R$ 101,45, valorização de 11% no comparativo com o pregão da última sexta. Outra parte do possível negócio na área de saúde suplementar brasileira, a Hapvida aparece na segunda colocação na lista de ações valorizadas — R$ 18,20, elevação de 8,46%.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês