-Publicidade-

Ibovespa deve bater em 115 mil pontos ainda em 2020, indica relatório

É o que aponta material apresentado pela XP Investimentos
Crise? Ibovespe deve chegar a 115 mil pontos, aponta relatório | Foto: CANVA
Crise? Ibovespe deve chegar a 115 mil pontos, aponta relatório | Foto: CANVA | ibovespa - xp investimentos - 115 mil pontos

É o que aponta material apresentado pela XP Investimentos

ibovespa - xp investimentos - 115 mil pontos
Crise? Ibovespa deve chegar a 115 mil pontos, aponta relatório | Foto: CANVA

Principal índice da bolsa de valores de São Paulo, o Ibovespa tende a crescer ainda em 2020, apesar de o mercado enfrentar a pandemia provocada pelo vírus chinês. A consultoria XP, por exemplo, acaba de rever sua projeção — com a nova versão sendo positiva aos negócios.

Leia mais: “De R$ 6 bi para R$ 12 bi: Eletrobras poderia investir o dobro se privatizada”

Anteriormente, a XP estimava que o Ibovespa encerraria 2020 no patamar dos 112 mil pontos. Esse número, entretanto, será superado, imagina a empresa. Batizado de Panorama de Mercado, o relatório afirma que a bolsa brasileira chegará ao fim do ano em 115 mil pontos.

Responsável pelo documento, o estrategista-chefe da consultoria de investimentos, Fernando Ferreira, salienta que o mercado de capitais dá sinais de superar três crises. Além da superação de dificuldades no setor de saúde, ele enxerga melhora na parte econômica e na área política.

“Julho marcou o quarto mês de alta seguida na bolsa, na medida em que os riscos das três crises que o Brasil vive (na saúde, econômica e política) dão sinais de melhoras marginais, e os mercados globais seguem em alta, com o aumento do apetite pelo risco. Desde o pior momento da crise, em meados de março, o índice Ibovespa já subiu 62%”, destaca trecho do relatório da XP.

Crescimento

A nova versão do relatório da XP vai ao encontro do crescimento que o Ibovespa tem apresentado no decorrer das últimas semanas. Em 20 de julho, por exemplo, o índice alcançou os 104 mil pontos. Superou, assim, projeções negativas feitas em meio à pandemia da covid-19. Conforme registrou Oeste, três instituições financeiras apostaram, em março, que a bolsa brasileira encerraria o ano abaixo dos 95 mil pontos.

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.
R$ 19,90 por mês