-Publicidade-

Indústria contrata mais que demite em janeiro pela 1ª vez em 10 anos

É o que informa a principal entidade do setor, a CNI
O emprego industrial acumula sete meses consecutivos de alta
O emprego industrial acumula sete meses consecutivos de alta | Foto: Leandro Ferreira/FotoArena/Estadão Conteúdo

Pela primeira vez em dez anos, as contratações superaram as demissões no mês de janeiro na indústria. A Sondagem Industrial, divulgada nesta quarta-feira, 24, pela Confederação Nacional da Indústria (CNI), mostra que o índice de evolução do número de empregados ficou em 51,3 pontos em janeiro de 2021. Assim, o emprego industrial acumula sete meses consecutivos de alta. O indicador varia de zero a 100, sendo 50 pontos a linha de corte que separa a alta da queda no emprego. A Utilização da Capacidade Instalada (UCI) ficou em 69%, o maior porcentual para o mês de janeiro desde 2014, embora seja um ponto porcentual menor que o registrado em dezembro de 2020. Já a produção industrial seguiu o movimento normal do início do ano, registrando desaceleração e queda em relação a dezembro de 2020. O índice de evolução de produção ficou em 48,2 pontos, abaixo da linha dos 50 pontos, o que revela queda na produção. A pesquisa revela ainda que os estoques estão abaixo do que as empresas planejavam, mas a queda foi menos intensa e menos disseminada em janeiro do que nos meses anteriores. Além disso, a distância entre o nível de estoque desejado e o estoque efetivo diminuiu. O índice de evolução do nível de estoques ficou em 48,3 pontos em janeiro, o que é 2,8 pontos maior que o registrado em dezembro de 2020, apesar de estar abaixo dos 50 pontos, indicando diminuição dos estoques.

Leia também: “82% das grandes empresas pretendem investir em 2021, informa CNI”

Com informações do Estadão Conteúdo

* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias.
Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais à equipe da publicação, a outro usuário ou a qualquer grupo ou indivíduo identificado. Caso isso ocorra, nos reservamos o direito de apagar o comentário para manter um ambiente respeitoso para a discussão.

1 comentário

Envie um comentário

-Publicidade-
Exclusivo para assinantes.