Recuperação econômica: setor fecha mês com saldo de 4,5 mil contratações

Indústria de elétrica e eletrônica movimenta o mercado de trabalho brasileiro
-Publicidade-
Foto: DIVULGAÇÃO
Foto: DIVULGAÇÃO | indústria de elétrica e eletrônica

Indústria de elétrica e eletrônica movimenta o mercado de trabalho brasileiro

indústria de elétrica e eletrônica
Setor ainda está com saldo negativo de contrações, mas demonstra recuperação | Foto: DIVULGAÇÃO

Mais um setor responsável por “ligar” a economia brasileira dá sinais de superar o período de crise provocado pelo vírus chinês. Nesta semana, a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) avisou que a área movimentou de forma positiva o mercado de trabalho no último mês. Foram 4,5 mil contratações, conforme divulgado pela entidade.

-Publicidade-

Leia mais: “Walmart se junta à Microsoft em negociações por operações do TikTok”

De acordo com o diretor-presidente da Abinee, Humberto Barbato, o volume de contratações indica que, ao menos para a indústria elétrica e eletrônica, os efeitos da pandemia da covid-19 começam a se afastar. “Assim como vêm mostrando os demais indicadores do setor, o nível de emprego apresenta um crescimento consistente e sugere que o pior já passou”, comentou, informa o jornal O Estado de S. Paulo.

Em recuperação

Com as 4,5 mil contratações de julho, a indústria de elétrica e eletrônica do país soma 232,6 mil trabalhadores. No comparativo com o ano passado, os números de postos de trabalhos do setor caíram. Em julho de 2019, a área era responsável por empregar 237,2 mil profissionais. “Mas estamos otimistas e acreditamos que em mais 60 dias recuperaremos os níveis de emprego anteriores à pandemia”, enfatizou o diretor-presidente da Abinee.

-Publicidade-
* O espaço para comentários é destinado ao debate saudável de ideias. Não serão aceitas postagens com expressões inapropriadas ou agressões pessoais.

Envie um comentário

Conteúdo exclusivo para assinantes.

Seja nosso assinante!
Tenha acesso ilimitado a todo conteúdo por apenas R$ 19,90 mensais.

Revista OESTE, a primeira plataforma de conteúdo cem por cento
comprometida com a defesa do capitalismo e do livre mercado.

Meios de pagamento
Site seguro
Seja nosso assinante!

Reportagens e artigos exclusivos produzidos pela melhor equipe de jornalistas do Brasil.